Campo Pequeno novilhada mista de oportunidade a novos valores, esta quinta-feira (10 de agosto) quase meia casa preenchida para apoiar o futuro da festa. Na parte a cavalo triunfou Soraia Costa e na parte apeada Diogo Peseiro. 

 

Abriu a noite o praticante Francisco Correia Lopes perante um toiro de Varela Crujo bem apresentado mas que cedo começou a descair para tábuas;  uma lide positiva de Francisco Lopes com destaque para os curtos cravados em segundo e último lugar; música e volta. 
David Mouchão dos forcados amadores da Azambuja executou a primeira pega da noite ao primeiro intento. 

 

Soraia Costa bem montada  e a montar bem, lidou com calma, inteligência e saber, um bravo novilho da ganadaria de Paulo Caetano, no dia em que se apresentava na primeira praça do país, deixou grande vontade de se voltar a ver, e triunfou forte esta jovem cavaleira. Foi premiada com volta que deu acompanhada do forcado Fábio Madeira dos amadores da Póvoa de São Miguel que se fechou sem problemas ao primeiro intento.

 

Manuel de Oliveira teve pela frente um toiro de Mário Vinhas que não lhe facilitou a vida;  uma lide irregular e com pouca história deste jovem cavaleiro. Duarte Campino dos amadores do Cartaxo apenas se fechou à terceira tentativa. Volta para cavaleiro e forcado.

 

Joaquim Ribeiro "Cuqui" recebeu por verónicas rematando com uma larga o  novilho de Murteira Grave;  iniciou a faena de muleta com passes ajudados por alto e cedo ficou sem matéria para mostrar o seu toureio;  um novilho que quando devia investir recuava e que até na hora de recolher aos currais apresentou dificuldades; duas tandas de naturais nos médios e uma de derechazos no final da faena foram o melhor do elevado esforço do jovem novilheiro da Moita para alcançar o triunfo na sua apresentação na primeira praça do país; foi premiado com volta optando apenas por agradecer nos médios. 

 

Diogo Peseiro recebeu por vistosas verónicas o novilho de Falé Filipe, não perdoou o quite Sérgio Nunes por gaoneras;  cravou dois bons pares de bandarilhas, o segundo em sorte de violino e brindou ao Maestro Mário Coelho; uma faena larga com duas boas tandas de derechazos no inicio;  experimentou com a esquerda sem luzir e com o toiro a "protestar" continuando com boas séries de muletazos vindo a terminar por "manoletinas" foi premiado com volta.

 

Sérgio Nunes novilheiro praticante teve pela frente um novilho da ganadaria de David Ribeiro Telles que recebeu por verónicas;  bom quite de Joaquim Ribeiro "Cuqui" por "gaoneras" ; Sérgio brindou ao público uma faena baseada fundamentalmente na mão direita a um novilho sem classe vindo a terminar por " bernardinas" e sendo premiado com volta.

Go to top