Foi há 125 anos que abria em Lisboa a principal praça de touros do país, o Campo Pequeno, uma efeméride comemorada com várias iniciativas, nomeadamente com o lançamento de um selo, a atuação da Charanga da Guarda Nacional Republicana e ainda fado pela voz de Nathalie e Camané, assim como o descerramento de duas placas comemorativas.

Podemos dizer que a noite foi certamente a desejada, pois registou-se lotação esgotada e com um ambientazo à antiga! De parabéns todos os que conseguiram produzir uma noite de pura Festa.

No que concerne ao espetáculo propriamente dito, também foi agradável e que certamente agradou ao respeitável.

 

João Moura abriu a noite perante um toiro da ganadaria de Mário e Herdeiros de Manuel Vinhas um pouco reservado de investidas que permitiu ao maestro de Monforte uma lide irregular. Francisco Barreto pegou o primeiro toiro da noite numa rija pega à segunda tentativa. Volta para cavaleiro e forcado. 

 

António Telles lidou o segundo da noite que pertencia à ganadaria de David Ribeiro Telles, uma lide em crescendo que terminou em bom plano a um toiro que veio também a mais no final da lide.  Martim Lopes dos forcados amadores de Lisboa pegou à primeira tentativa o segundo toiro da noite. Volta para cavaleiro e forcado. 

 

Luís Rouxinol teve pela frente um manso perdido da ganadaria Oliveira Irmãos,  uma lide esforçada de Rouxinol onde esteve e muito por cima do seu oponente,  ainda assim uma lide com momentos de emoção;  Francisco Borges dos forcados de Montemor executou uma grande pega à primeira tentativa. Volta para cavaleiro e forcado.

 

João Moura teve pela frente no seu segundo um toiro da ganadaria Grave  que não ofereceu facilidades a Moura;  uma lide que  decorreu  sem música, rematada com uma rija pega a um toiro "inteiro" por intermédio de Duarte Mira dos amadores de Lisboa. Apenas o forcado teve volta autorizada mas apenas agradeceu nos médios. 

 

António Telles lidou no quinto da noite um toiro da ganadaria Palha que foi o toiro da corrida ao qual o cavaleiro da Torrinha imprimiu uma lide de triunfo premiada com duas voltas. Manuel Ramalho executou rija pega ao terceiro intento. 

 

Luís Rouxinol fechou a noite perante um toiro da ganadaria Passanha numa lide brindada aos seus colegas de cartel. 

 

Uma grande atuação de Rouxinol numa lide sempre em crescendo. João Varandas dos Amadores de Lisboa pegou o último toiro da noite à primeira tentativa.

Go to top