Tarde fria e sem história no Festival de Granja

Numa tarde fria, Granja acolheu no passado dia 10 de fevereiro, o terceiro festejo da temporada, o terceiro no concelho de Mourão, mais concretamente na Praça de Touros da Granja, onde por norma a Junta de Freguesia promove um festival taurino por ocasião das festas locais.

Apesar de um dia frio, o público compareceu e preencheu cerca de três quatros da lotação deste tauródromo do distrito de Évora.

Lidaram-se novilhos de Pinto Barreiros, que na generalidade saíram à arena com uma apresentação aceitável para um festival, sendo que em termos de comportamento deixaram-se lidar, uns com melhores condições que outros, mas ainda assim a valer uma volta do ganadero, no quinto touro da tarde.

Abriu a tarde Rui Fernandes, que assim abriu a sua temporada dos 20 anos de alternativa, realizou uma lide regular, perante um novilho que foi indo a menos, mas que Fernandes conseguiu tirar-lhe tudo o que podia.

Sónia Matias não teve uma tarde feliz, pois faltou ligação com o seu oponente e por isso ao longo da lide o astado desinteressava-se. Uma lide com altos e baixos, valendo apenas pela sua conexão com o publico, que é algo que acontece rápido.

Filipe Gonçalves foi o cavaleiro que se seguiu, realizando uma lide também regular, sem grandes alardes, mas ainda assim a agradar ao público. Aproveitou da melhor forma o novilho que teve pela frente.

João Telles Jr também não defraudou o público presente, a sua lide foi em tom regular, mas sem alcançar uma lide redonda.

António Prates, não teve certamente a lide que desejaria para iniciar a sua temporada, pois a colocação da ferragem não foi a melhor, registando-se apenas a vontade do jovem cavaleiro.

Para substituir Ginés Cartagena, que não atuou sabe-se lá porquê e nem um aviso junto à bilheteira havia com o motivo…, anunciou-se uma lide a duo de Fernandes e Telles Jr, que a meio se tornou a três com a entrada de Filipe Gonçalves, algo que não agradou a muitos que ainda fizeram soar alguns assobios, pois estávamos numa praça de touros e não a campo aberto e três cavaleiros foi algo desajustado que aconteceu, no entanto deve ter sido algo que não fugiu aos regulamentos pois o Diretor de Corrida até sorriu…

Nas pegas estiveram os Forcados Amadores de São Manços e Póvoa de São Miguel. Pelos de São Manços foram caras José Quintas (1ª), Hélder Passos (2ª) e Diogo Coutinho. Pelos de Póvoa de São Miguel, pegaram Rúben Torrado, Tiago Rodrigues e Fábio Caeiro, todos à primeira.

Go to top