Vila Franca: Em dia de alternativa...houve touros... houve emoção e venceram os forcados de Coruche

A Praça de Touros Palha Blanco, em Vila Franca de Xira, abriu as suas portas este domingo, 6 de Maio, para uma corrida de touros à portuguesa, espectáculo integrado na I Feira das Tertúlias do Concelho de Vila Franca de Xira. Uma corrida que tinha todos os “ingredientes” para registar uma casa cheia, no entanto registou-se cerca de ¾ de casa, o que não deixa de ser positivo tendo em conta o registado em anos anteriores nesta data.

Lidaram-se seis touros de Vale Sorraia, que saíram à arena vila-franquense a “pedir contas” aos artistas. Um curro sério, bem apresentado e a transmitir, permitindo uma tarde de emoções.

A tarde abriu com o cerimonial da tomada de alternativa, com António Telles a apadrinhar o “teste” da passagem a profissional do cavaleiro David Gomes. Um teste que o cavaleiro passou, não com nota máxima mas, com boa nota. Uma lide na qual Gomes esteve em bom plano, entendeu o touro que tinha por diante e cravou bons ferros com ligeiras batidas ao piton contrário. A sua segunda lide, a última da tarde, teve pela frente um touro algo mais complicado, tendo que porfiar para conseguir estar por cima do oponente, pois o touro pedia uma lide séria e não permitia erros.

António Telles, teve pela frente dois touros duros e que também pediam lides sérias e com ‘toreria’ e foi isso que aconteceu, pois o cavaleiro da Torrinha toureou, não se limitou a cravar ferros e a virar-se para o público. Em ambas as lides assistiu-se a bons ferros em sortes bem desenhadas e rematadas.

Também Luís Rouxinol não teve tarefa fácil, pois os touros nem o deixavam “carregar a espingarda”, como graciosamente disse. Teve pela frente dois touros que deram luta e que fizeram o toureiro de Pegões pensar em tudo aquilo que fazia para não haver erros, ainda assim conseguiu superar as dificuldades e estar por cima dos touros.

Em suma, houve touros e houve toureiros, resultando em transmissão de emoções para a bancada.

No que diz respeito às pegas a tarde também não teve facilidades e houve oportunidade para se verem rijas pegas concretizadas por forcados com garra, talvez o que tenha faltado foi ‘mais mando dos caras’, pois na maioria das vezes os touros partiram para a pega quando lhes apeteceu e não quando o forcado mandou.

Pelos Amadores de Vila Franca foram caras Vasco Pereira, à primeira, Francisco Faria, à segunda e Márcio Francisco, à terceira. Pelos Amadores de Coruche pegaram Miguel Raposo, à primeira, João Prates, à segunda e António Tomás, à primeira.

O espectáculo foi dirigido por João Cantinho, assessorado pelo médico-veterinário Jorge Moreira da Silva.

Estava em disputa o troféu para melhor pega, que foi entregue a João Prates, na quarta pega da tarde, pelo Grupo de Forcados Amadores de Coruche.

Em resumo, um espectáculo como deveria haver muitos… com emoção!

Go to top