Sem garraiada, resta-nos unir as quintas numa grande herdade! Vamos aos touros?!

Sem garraiada, resta-nos unir as quintas numa grande herdade! Vamos aos touros?! Foto: D.R.

A Garraiada de Coimbra não irá realizar-se após referendo. Os resultados são vergonhosos e um alerta para a tauromaquia. Mas em democracia há que saber ganhar e saber perder. Porque perdeu a tauromaquia?

Perdeu porque os alunos aficionados não valorizaram a festa e não votaram. Foram mais de 20 mil que não votaram. Certamente que não seriam todos aficionados. Mas quantos seriam? Não sabemos. Já os anti-taurinos votaram em força. Uniram-se.

A festa brava em Portugal está em perigo. Não há dramatismo exagerado nem sinais de pânico. Porque cada um continua a pensar no seu quintal. A tauromaquia deve ser uma herdade partilhada. Ao invés é um conjunto de quintais com más plantações e ainda piores pessoas na gestão das diversas áreas.

Os empresários são fracos, salvo devidas excepções. Carteis sem sal, promoção anárquica, ridícula e insuficiente. Não criam, nem querem criar, sinergias com outras actividades que dinamizam o negócio e perpetuaria a tradição. Preferem ir ganhando uns trocos, umas fotos de felicidade parola e pronto.

A imprensa taurina é outra das responsáveis. Não promove a festa. Promove as visualizações, algumas falseadas, e faz notícias a atacar outros órgãos de comunicação social. Como é possível tanto blog ser considerado credível numa tradição cinquentenária, quando de credibilidade, profissionalismo e qualidade têm 0?

O poder político também tem responsabilidade nos ataques à Tauromaquia. Aparecem quando precisam e ignoram quando chegam ao poder. Olhemos para Espanha e comparemos com Portugal.

A Protoiro continua a emitir comunicados com semanas de atraso e em que nada diz.

E pronto. Depois há o jet set nas Praças. Jet set Taurino que em termos de importância para o país real está próximo de 0.

Lanço um desafio: Par quando uma reunião com todos, mas mesmo todos, os agentes da festa? Vamos unir de uma vez por todas? Vamos agir em vez de mandar bitaites? Ou vão continuar a dar importância aos fúteis que estragam a festa?

Resta ainda Conselho de Veteranos dar a última palavra a dar sobre a realização ou não da tradicional Garraiada da Queima das Fitas de Coimbra, que costuma ter lugar no tauródromo da Figueira da Foz.

Entre 24 mil alunos, houve 5.638 votos, o que significa uma abstenção muito próxima dos 20 mil. Os anti venceram com maioria de 70%.

Para quando vamos unir esforços? Para quando deixaremos os egos e guerras de varandim de lado? Aceitem quem quer defender a festa. Deixem de ser ridículos e pseudo-ricos de carteira vazia e mente de ervilha.

Go to top