10 anos de Tauromaquia / 10 anos de Toureio.pt – com Ferreira Paulo “Cachapim”

O Toureio.pt comemora neste mês de Julho 10 anos de atividade continua, para celebrar a efeméride convidou várias personalidades da tauromaquia a comentar estes últimos 10 anos da tauromaquia.

O nosso convidado de hoje, já foi apoderado de figuras do toureio, é empresário e um dos proprietários da Praça de Touros de Beja. Foi a pessoa que levou por diante a 1ª Grande Corrida Toureio.pt, na Praça de Touros de Beja. É conhecido por ter uma opinião muito pessoa e controversa, falo-vos do conhecido taurino Ferreira Paulo “Cachapim”:

Toureio.ptO site Toureio.pt nasceu há 10 anos, na sua opinião o que veio acrescentar á tauromaquia portuguesa?

Ferreira Paulo –Acrescentou e manteve uma forma “honesta” de falar de toiros. Foram dos primeiros a surgir e são hoje um exemplo da independência, o que não é fácil e muito menos o é sê-lo durante 10 anos.

Toureio.ptEm seu entender nestes dez anos passados o que mudou e evoluiu na nossa tauromaquia?

Ferreira Paulo –Evoluiu para pior. Passou a haver mais “números de circo” e menos verdade, menos emoção. Hoje, passa-se mais longe do toiro quando este tem casta e mais perto quando é “nhoc nhoc” ou quando se lhe engana à distância, com falsos “quiebros” e falsas batidas ao piton contrário. Essas acabaram!

Perdeu-se a emoção. Ganhou-se em floreados….

Quanto à forcadagem, esses no seu essencial honraram as suas jaquetas. Há grupos que se mantiveram fieis á essência da verdade da festa. Tendo também havido uma proliferação de grupos de forcados desnecessária.

Os ganaderos, com as dificuldades que lhe são reconhecidas, têm andado na sua maioria ao sabor dos cavaleiros. Mas parece que agora se começa a notar um renascer na procura da casta e da raça do toiro bravo. São eles os produtores do elemento preponderante da nossa festa. Aquele que põe as coisas no sítio, o toiro bravo.

Toureio.ptO que é que recorda nesta década que de mais positivo se passou no nosso País em termos taurinos?

Ferreira Paulo –Pela positiva:

 A reabertura da Praça de toiros do Campo Pequeno;

A Corrida em que o António Telles comemorou o seu aniversário de alternativa encerrando se com 6 toiros em Vila Franca, onde todo o espetáculo foi um “hino” á Tauromaquia. Foi uma verdadeira lição do que é uma Corrida de toiros. Foi diferente. Foi a Corrida de toiros em Portugal que para mim marcou estes 10 anos.

(Veja como isto anda, que não me lembro assim de mais nenhum acontecimento histórico. Lembro me de uns ferros bons, alguma que outra atuação. Mas é pouco.);

Dosforcados á que dizer que têm sido o grande pilar da festa.

O surgimento da ProToiro e do Hélder Milheiro, acho que o ultimo debate televisivo demonstrou bem aquilo que quer dizer.

Pela negativa:

A perca de uma grande figura do toureio a cavalo: José João Zoio

A falta de nível da classe empresarial.

Toureio.ptEm relação á forma como é comunicada e divulgada, acha que esta múltipla variedade de informação, principalmente a relacionada com as tecnologias de comunicação é benéfica para a festa brava?

Ferreira Paulo –Depende da perspetiva.

Foi um “boom” para o surgimento de mais uns quantos borlistas nas corridas.

Mas também serviu para que se diferenciassem três ou quatro sites que fazem um bom trabalho.

Só não entendo, com tanta tecnologia e rapidez, por que razão não dão informação mais em cima da hora.

Também me custa entender que todas as atuações sejam boas e todas as corridas um êxito, quando para que isso aconteça é preciso ver umas quantas.  

Toureio.ptAlém do comentário ao momento atual do nosso panorama taurino, gostaríamos que nos deixasse também uma antevisão na sua perspetiva daquilo que poderão vir a ser os próximos dez anos no que diz respeito á tauromaquia?

Ferreira Paulo –Antevisões não sei fazer. Sei é dizer aquilo que gostava de ver.

Queria ver surgir uma Figura do toureio a cavalo que enchesse as praças, que trouxesse emoção. Que fizesse levantar o público, porque não há.

E não há, andam perto. Mas falta lhes dois metros mais perto do toiro sem o enganar tão descaradamente.

Uma figura que nos faça ir vê la e não ir aos toiros por ir.

Sem emoção não há festa.

Por isso quero uma figura que garantize o futuro da festa, estilo um Batista, um Moura.

Toureio.ptQue mensagem quer deixar nestes 10 anos de Toureio.pt?

Ferreira Paulo –Em primeiro lugar quero dar os parabéns pelo seu trabalho pessoal e dos seus colaboradores em prol da festa de toiros. Pois só uma equipa com um bom pilar consegue manter o mesmo nível durante tanto tempo.

Quero agradecer-lhe também o facto de se ter lembrado de mim, sabendo que tenho uma opinião muito pessoal e controversa daquilo que se passa na nossa festa.

A minha mensagem é a de agradecimento pelo bom trabalho de divulgação e informação da festa ao longo destes 10 anos.

Para o futuro desejo que se mantenha como até aqui. Com independência e honestidade.

Boa sorte e que daqui a 10 anos possamos voltar a falar. 

 

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*