Adame e Garrido em ombros na terceira da Feira de São João em Badajoz

Joselito Adame lidou o primeiro da tarde neste mano a mano entre Espanha e México;  um toiro da ganadaria El Torreon propriedade do antigo matador de toiros Colombiano César Rincon;  um astado que desde o primeiro derechazo se meteu de forma feia pelo lado direito; com inteligência Joselito baseou a sua faena pelo lado inverso,  o mais potável e sacou-lhe boas tandas de naturais matando de sorte natural eficiente;  ligeira petição e foi aplaudido. 

José Garrido a “jogar” em casa recebeu por verónicas e delantales o seu primeiro que se chamava “Azul” ; brindou ao público que hoje apenas preenchia um terço das bancadas; uma faena larga e variada de Garrido por ambos os pitons onde esteve e muito por cima do seu oponente;  quando terminava por manoletinas foi volteado o que não o impediu de sacar mais um par delas; meia estocada e um aviso; cortou a primeira orelha da tarde.

Depois de receber à verónica o seu segundo Joselito Adame iniciou a faena de muleta com passes  ajudados por alto; sem esquecer a forte ovação dos seus subalternos no excelente tércio de bandarilhas que executaram;  mas voltando à faena apesar de ter momentos de interesse veio a menos; a insistência do Mexicano e uma estocada “sin puntilla” em sorte contrária valeu-lhe o corte de uma orelha.

José Garrido teve pela frente um labor difícil pela falta de matéria do descastado quarto da tarde; uma faena larga e com pouca história em que o diestro de Badajoz apenas teve palmas de consolação. 
O quinto da tarde e último de Joselito Adame era “jabonero” e chamava-se: “Barbasucia” ; foi o melhor toiro da tarde bem aproveitado numa lide que agradou ao respeitável e que foi premiada com o corte de duas orelhas.

O último da tarde/noite para José Garrido chamava-se “Margarito” e foi o mais pesado da corrida com quinhentos e setenta e dois quilos; recebeu-o com uma larga, um farol e uma verónica de joelhos em terra; também a faena de muleta foi iniciado de joelhos com uma série de derechazos, os últimos já com os acordes da filarmónica;  fica uma grande série de naturais soando os primeiros olés da tarde; termina a faena como começou: de joelhos por manoletinas; cortou uma orelha e conquistou também a porta grande.

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*