Associação de Criadores de Touros de Lide abre inquérito após receber protesto dos toureiros contra a ganadaria de Eng.º Luis Rocha

Como aqui noticiamos, a praça de touros da aldeia da Luz, no concelho de Mourão, recebeu no passado dia 31 de Agosto, uma corrida de touros que ficou marcada por uma suspeita levantada à ganadaria de Eng.º Luis Rocha.

Segundo conseguimos apurar, a maioria dos intervenientes assinaram um documento onde levantavam a suspeita da referida ganadaria ter enviado dois touros que já tinha sido corridos.

O Toureio.pt contactou a Associação Portuguesa de Criadores de Touros de Lide (APCTL), que representa todas as ganadarias portuguesas, que na pessoa do seu presidente, João Santos Andrade, nos confirmou que esta terça-feira a associação recebeu da Associação Nacional dos Toureiros "uma carta relatando os factos ocorridos na corrida realizado no passado dia 31 de Agosto de 2019.”

João Santos Andrade adianta-nos que após a recepção da carta da Associação de Toureiros, “foi de imediato aberto um inquérito para apuramento da ocorrência relatada, estando neste momento em fase de instrução. Após conclusão desta fase será entregue ao Conselho Disciplinar que analisará e decidirá como achar conveniente.”

O Presidente da APCTL esclarece ainda que “contrariamente ao que foi noticiado em vários sítios da internet os estatutos da Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide no seu artigo 25º referem na alínea a) que são consideradas infracções muito graves,  a lide de toiros ou novilhos já corridos quando a situação contrarie o Regulamento Tauromáquico em vigor”, definindo depois noutro artigo as sanções a aplicar.”

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*