Quarta-feira, Abril 24, 2024
Publicidade
InícioNotíciasBadajoz: Na primeira de São João, Leo Valadez saiu em ombros

Badajoz: Na primeira de São João, Leo Valadez saiu em ombros

Primeira corrida da feira Taurina de Badajoz, em praça Antônio Ferrera, Daniel Luque e Léo Valadez, perante um curro de toiros da ganadaria de Zalduendo.

Antônio Ferrera deu o “pontapé de saída” do ferial Pacense, uma faena agradável do Maestro de Villafranco del Guadiana que brindou ao respeitável ,toureou por ambos os pitons sem romper e sem o tremendismo que o caracteriza, falhou ao entrar a matar e perdeu um troféu, quiçá a temporada discreta que leva tivesse sido o motivo de tal desacerto…foi silenciado.

Daniel Luque , que se apresentou em Badajoz “montera en mano” vem desenrolando a sua melhor temporada encontrando-se na sua melhor forma,  ontem mesmo saiu pela porta grande da praça de toiros de Alicante. Também brindou ao público e teve pela frente um toiro escasso de forças que não permitiu a Luque exprimir todo o seu toureio, uma faena com bons momentos que veio a menos por causa das poucas condições do astado ,foi aplaudido.

O Mexicano Léo Valadez, cortou a primeira orelha da tarde, uma faena de valor que começou logo com um vistoso e aplaudido quite com o capote. Brindou ao público como os seus colegas de cartel, toureou por ambos os lados e a estocada certeira e eficiente valeu-lhe o primeiro troféu da tarde.

António Ferrera perdeu mais uma vez troféus no seu segundo toiro por ter falhado a matar, citando de largo e caminhando até ao toiro , pinchou duas vezes e apenas á terceira deixou uma estocada inteira, anteriormente, com pouca expressão no capote e depois de no Tércio de bandarilhas o público lhe ter pedido que bandarilhasse, Ferrera não acedeu , na muleta uma intensa faena que chegou fortemente às bancadas e que foi bastante aplaudida. Como já referimos a espada privou o Toureiro de passear troféus.

Daniel Luque não teve opções no seu segundo e quinto da corrida, o toiro foi assobiado no arrastre e Daniel Luque escutou palmas.

Fechou a corrida Léo Valadez que recebeu por verónicas o último da tarde, mas foi n um quite por “zapopinas” que escutou os maiores aplausos. Bem na faena de muleta aproveitou com inteligência as investidas do oponente, cortou uma orelha e conquistou a saída pela porta grande.

Desluzido curro de toiros de Zalduendo de presença regular e escassos de investidas , calhando ao Toureiro Mexicano o lote mais potável e que aproveitou da melhor forma.

Tarde quente , com um terço das bancadas preenchidas.

Publicidade
Publicidade

Últimas