Sexta-feira, Junho 14, 2024
Publicidade
InícioCrónicasCampo Pequeno: Em noite de Telles, Graves marcam a diferença

Campo Pequeno: Em noite de Telles, Graves marcam a diferença

A primeira grande ovação da noite foi para António Badajoz; multifacetado taurino foi como bandarilheiro que marcou o seu nome a ouro na história da tauromaquia mundial. O prémio prestígio outorgado pela Empresa do Campo Pequeno respeitante ao ano se 2014 foi-lhe hoje merecidamente entregue e  onde nos brindou com a sua presença voltando como nos velhos tempos a receber o sabor das palmas do público que sentiu durante uma vida sempre ligada ao toiro.

Bravo e nobre o primeiro toiro da noite lidado pelo Maestro da Torrinha;  uma lide bem conseguida com nota elevada para os três compridos;  nos curtos andou com classe e foi na brega e cravagem do segundo curto que escutou os maiores aplausos. O Grave chegou à pega com vontade;  Ricardo Castelo  pelos de Vila Franca depois da primeira tentativa dura e valente, fechou Se à segunda numa rija pega. Volta para os dois artistas.

De toda a dinastia Telles, Manuel Ribeiro Telles Bastos é o toureiro mais "artista". Mas na sua primeira lide teve que puxar dos "galões" porque o Grave não estava para grandes artes;  acometeu para o cavalo de início como se este lhe devesse dinheiro o que permitiu a Manuel cravar três ferros compridos de arrepiar; desenhou uma lide ligada onde soube lidar um toiro que começou a descair ligeiramente para tábuas mas que o Artista da Torrinha soube dar a volta na perfeição e ganhar os fortes aplausos do respeitável. Manuel Telles Bastos deu volta acompanhado de José Marques forcado do Grupo da sua terra que executou grande pega à segunda tentativa. 

João Telles Jr é o toureiro mais "tremendista" da casa Telles;  teve um encastado toiro pela frente que lhe deu bastante trabalho lidar;  ganhou a " pelea" e conduziu uma lide que veio a mais e terminou com dois ferros de palmo que foram os mais aplaudidos da sua actuação; saldo positivo com nota menos boa para a colocação da ferragem que resultou a maioria dela traseira. Ricardo Patusco dos Amadores de Vila Franca pegou o terceiro da noite à terceira tentativa. João Telles Jr deu volta.

António Telles em noite de aniversário brindou-nos com uma grande atuação no seu segundo;  um grande toiro de Grave com investidas intermináveis que se arrancava com prontidão de todos os terrenos. António cravou-lhe ferros de grande nota numa lide para aficionados e que definiu bem o característico toureio clássico e de verdade deste grande toureiro. Aplaudida volta de António Telles acompanhado de Pedro Galamba dos Amadores de Coruche que pegou à primeira tentativa o quarto toiro da noite. 

Mais uma grande atuação de Manuel Telles Bastos ao quinto da noite;  uma lide sem tempos mortos a mais um grande toiro; fortes aplausos. Pedro Castelo executou uma grande pega à primeira tentativa brindada a "Platanito" ex forcado Vilafranquenee hoje ao serviço da casa Telles. Os dois artistas deram volta debaixo de fortes aplausos acompanhados do Ganadeiro Joaquim Grave numa volta mais que justa; onde nesta corrida esta lendária ganadaria Alentejana escreveu mais uma página de ouro na história da tauromaquia. 

João Telles Jr encerrou praça ao som de "Paquito El Chocolatero"  numa lide com altos e baixos em que o terceiro ferro curto com batida ao piton contrário remontou uma faena que acabou em grande plano com o público a pedir mais; dois "violinos" foram a assinatura para fechar uma grande noite de toiros. A última pega da noite foi brindada a António Badajoz e foi ela "a pega da noite" executada por João Peseiro do Grupo de Coruche. 

A banda da Sociedade de Instrução Coruchense abrilhantou todas as lides e o público preencheu com três quartos de casa as bancadas do Campo Pequeno numa noite de triunfos em que me fico pelo do Ganadeiro.

 

Publicidade
Publicidade

Últimas