Campo Pequeno: Em noite mista foi o toureio de Moura Jr que se elevou

João Moura Jr abriu a noite com um triunfo redondo. Uma grande lide a um toiro de António Charrua onde Moura Jr mostrou a grande forma que atravessa; ferros de grande nota; uma brega a duas pistas; cites de largo cravando no sítio, com exceção do último onde citou em curto com batida ao pinton contrário. Volta acompanhado de Pedro Maria Gomes Cabo dos Forcados de Lisboa que executou a primeira pega da noite ao primeiro intento. 

Numa corrida mista em que a parte a cavalo era preenchida pelos irmãos Moura;  chegada a vez de Miguel que teve pela frente um voluntarioso toiro de Charrua;  uma lide com nota uns furos abaixo da de seu irmão; porta gaiola e uma garra imensa que resultou numa atuação que veio sempre a mais terminando em grande plano. António Alfacinha Cabo dos Forcados Amadores de Évora executou perfeita pega à primeira tentativa despedindo-se da arena de Lisboa no ano em que passa o testemunho do grupo de forcados da cidade Eborense.  Foram os dois premiados com volta. 

António Ferrera; triunfador da feira de Sevilha deste ano, entrou nesta  corrida substituindo Pablo Hermoso de Mendonza;  lidou um toiro de Manuel Veiga que cumpriu mas ao qual faltou classe;  uma lide arriscada de Ferrera que recebeu o seu oponente por verónicas; três pares de bandarilhas e uma faena extensa onde sobressaiu mais a vontade e valentia do toureiro do que a bravura do toiro;  ficou uma série de naturais como o melhor momento deste seu primeiro toiro. Foi premiado com volta.

João Moura Jr teve pela frente um toiro de Charrua que pouco transmitiu; onde o cavaleiro de Monforte esteve e bem por cima dele; uma lide ainda assim recheada de bons momentos e que agradou bastante ao público presente que preenchia praticamente três quartos fortes de casa. Foi premiado com volta.

João Varanda dos Amadores de Lisboa protagonizou o célebre “número” criado pelo saudoso fundador do grupo Nuno Salvação Barreto pegando ao segundo intento; foi premiado com duas voltas à arena e foi um dos momentos mais emocionantes da noite. 

Miguel Moura triunfou perante o seu segundo toiro; uma lide sem momentos mortos baseada em cites de praça à praça entrando pelo toiro e cravando no sítio; uma lide terminou com uma rosa e o público a pedir mais. Foi premiado com volta. 

João Pedro Oliveira futuro cabo dos amadores de Évora depois de brindar atual cabo fechou-se sem problemas à primeira tentativa. 

António Ferrera recebeu o seu segundo e último da noite por vistosas verónicas;  cravou três bons pares de bandarilhas sendo o terceiro em sorte de violino;  brindou a faena aos Mouras, pai e filhos;  mais uma vez um toiro voluntarioso de Manuel Veiga que mostrou bem a necessidade da sorte de varas;  cumpriu Ferrera sem contudo romper a faena. Foi premiado com volta. 
No início da corrida foi prestada homenagem ao Real Clube Tauromáquico Português pela passagem do seu 125 aniversário.

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*