Segunda-feira, Agosto 15, 2022
Publicidade
InícioCrónicasCampo Pequeno: "O génio" que não saiu da lâmpada..

Campo Pequeno: “O génio” que não saiu da lâmpada..

Abertura da temporada sensacional do Campo Pequeno. A expectativa da noite estava no regresso do "génio" João Salgueiro depois de dois anos retirado; abriu a noite perante um toiro de Pinto Barreiros que se adiantava bastante e que dificultou um pouco a lide ao cavaleiro da Valada; uma actuação regular que ficou aquém da expectativa; com vergonha taurina, apenas agradeceu nos médios. 
João Ribeiro Telles Jr lidou e bem, um bravo toiro da ganadaria de seu avô David Ribeiro Telles, uma lide alegre e de valor como é seu timbre; citou de praça a praça aproveitando as francas investidas do oponente, e cravou como mandam as regras. Deu aplaudida volta. 
Manuel Manzanares tocou-lhe em sorte nesta corrida concurso; o touro de Santa Maria; uma actuação onde pudemos assistir a grandes momentos de brega como é hábito no rejoneio; Manzanares esteve por cima do seu oponente e aproveitou-lhe da melhor maneira as investidas, cravando ferros de boa nota e alegrando as bancadas. Foi premiado com volta.
João Salgueiro teve pela frente um imponente toiro da ganadaria Grave o qual  Salgueiro lidou com parca regularidade. Mais uma vez sem volta e sem glória neste regresso. ..
João Ribeiro Telles Jr teve pela frente um imponente toiro que foi  aplaudido de saída pelo respeitável;  pesava seiscentos e oito quilos, tinha uma impressionante cara e pertencia à ganadaria de Veiga Teixeira; um toiro que impunha respeito ao qual o ginete da Torrinha soube dar a volta; uma lide valorosa e com emoção. Foi premiado com aplaudida volta. 

O último toiro da corrida tinha pouca presença e pertencia á ganadaria de Santa Maria, que substituiu o de São Torcato que se lesionou nos curros; Manuel Manzanares desenvolveu com ele uma lide inferior á sua primeira, tendo escutado inclusivamente alguns assobios quando deixou um fero curto em terrenos apertados; onde deveria ter passado em falso, pela falta de entrega do toiro; ainda assim a faena veio um pouco a mais terminando em plano positivo.

Os forcados Alentejanos executaram as suas três pegas á primeira tentativa; sendo a mais aplaudida a de Valter Rico ao imponente Veiga Teixeira; Cláudio Pereira e Rui Ameixa foram os outros dois caras do Real Grupo De Moura.

Pelo Aposento da Moita João Rodrigues pegou á primeira tentativa; Nuno Inácio e o futuro Cabo José Maria Bettencourt pegaram ambos á segunda tentativa.

Uma corrida anunciada como concurso de ganadarias, onde o  toiro mais bravo foi sem sombra de dúvidas o da Ganadaria de David Ribeiro Telles, sendo o prémio atribuído ex aequo ao toiro da ganadaria Pinto Barreiros. A estupefacção do Ganadeiro Joaquim Alves, os protestos do público  e também o nosso ponto de vista, deixam bem clara esta inexplicada e polémica decisão.

No inicio foi guardado um minuto de silencio em memoria do ganadeiro Manuel Assunção Coimbra; de realçar também o regresso do Corneteiro de uma vida nesta casa o Sr José Henriques; numa noite em que a praça registou meia entrada de púbico. De registar a presença nesta corrida presença do primeiro ministro da Hungria, acompanhado doMinistro Adjunto, Eduardo Cabrita

 

Publicidade
Publicidade

Últimas