Campo Pequeno: Uma noite em que se destacou Pablo e pouco mais…

Dia histórico para a tauromaquia onde pela tarde na assembleia da república foram chumbados projetos de lei que visavam unicamente atacar a festa brava. Assunto a que dedicaremos em breve. Assim, nada melhor do que comemorar tal facto com a corrida que teve lugar pela noite na primeira praça do país;  Campo Pequeno. 

Abriu a noite a Francesa Lea Vicens que confirmava a alternativa; uma lide pouco confiada da rejoneadora francesa, onde andou, mais pela frente do toiro, do que de frente, deixou ferros com aliviadas batidas ao oito contrário terminando a lide com nota positiva no ponto de vista do diretor de corrida que a premiou com volta. Amorim Ribeiro Lopes cabo dos forcados de Coruche pegou sem problemas o primeiro da corrida no dia em que se despedia da arena Lisboeta. 

Pablo Hermoso de Mendonza lidou primorosamente o seu primeiro; um nobre toiro de Santa Maria que permitiu ao rejoneador espanhol uma atuação variada; uma brega vistosa; ferros de grande corte rematados com emoção; uma lide larga e cheia de conteúdo e grandes momentos que agradou fortemente ao público Lisboeta; foi premiado com volta que deu acompanhado por Vasco Pinto cabo do grupo de Alcochete que também em noite de despedida de fechou numa correta pega à primeira tentativa que brindou a seu pai. 

João Moura Jr teve no seu primeiro uma lide com altos e baixos que teimou em não romper; foi premiado com volta que optou por não dar. João Peseiro dos forcados amadores de Coruche pegou o terceiro da noite à terceira tentativa. 

A segunda parte da corrida abriu com Pablo Hermoso de Mendonza ;  um bom toiro de Santa Maria que permitiu a Pablo uma grande atuação; mais uma vez grande brega e grandes ferros rematados com "hermosinas" e com cingidas piruetas fortemente aplaudidos pelo público que praticamente enchia a praça Lisboeta. Volta para o rejoneador Navarro que deu acompanhado do forcado Fernando Quintela dos amadores de Alcochete que se fechou ao segundo intento. 

O quinto da noite foi lidado por João Moura Jr; uma lide larga; sempre ligado com o toiro cravou ferros de boa  nota,  bregou e rematou as sortes de forma emotiva e vistosa, foi premiado com volta; mas optou por não dar.  

António Tomás dos forcados de Coruche apenas se fechou à terceira e a sesgo e também não deu volta de agradecimento.

Fechou a noite a rejoneadora Francesa Lea Vicens  que lidou o toiro mais pesado da corrida com quinhentos e sessenta e seis quilos;  bastante mais confiada e acertada do que na primeira lide; uma atuação positiva da Francesa que agradou bastante ao respeitável que lhe tributou fortes aplausos; foi premiada com volta assim como o forcado João Machacaz dos forcados amadores de Alcochete que executou rija pega a primeira tentativa. Bem apresentados não complicaram os astados da ganadaria de Santa Maria.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*