Corrida de Monforte não se realizou “devido à inveja, mesquinhez e incompetência de um grupinho”

A corrida de touros que se deveria realizar neste mês de agosto em Monforte e que teria honras de transmissão televisiva continua a dar que falar.

Depois de alguma polémica envolvendo a empresa “Bússolas e Descobertas” e a Associação Nacional de Grupos de Forcados e, da Câmara Municipal de Monforte ter anunciado a retirada do apoio ao festejo, a corrida de touros não se irá mesmo realizar.

Nos últimos dias chegou ainda a falar-se de que, a corrida televisionada decorreria no Cartaxo, mas tal também não irá acontecer.

Neste sentido, a empresa “Bússulas e Desobertas”, através de Fátima Pinto, veio a público referi que toda esta situação seguirá para tribunal e que a RTP reconheceu “as ilegalidades que levaram à suspensão da corrida de Monforte”.

Segundo Fátima Pinto, “a Grande Corrida de Toiros da RTP-Casa do Pessoal a realizar em Monforte pela minha empresa, não se realizou devido à inveja, mesquinhez e incompetência de um grupinho de gente e alguns motivos obscuros que em Tribunal apuraremos”, a empresária refere ainda que “esta corrida foi, talvez, a com mais transparência de todas até hoje realizadas. Como tal, a corrida de toiros do Cartaxo foi suspensa porque a RTP, um organismo de bem, reconhecendo as ilegalidades que levaram à suspensão da corrida de Monforte e dando razão aos processos que correm em Tribunal, tomou a atitude acertada”.