Corrida de touros na Póvoa de Varzim já não se realiza dia 21

Tal como foi amplamente noticiado, a Praça de Touros da Póvoa de Varzim tinha previsto receber uma corrida de touros no próximo dia 21 de Julho, no entanto esta não se irá realizar.

O Clube Taurino Povoense emitiu este sexta-feira um comunicado explicando toda a situação, um comunicado que passamos a transcrever na íntegra:

 

“Prazos legais da Justiça obrigam a adiar corrida de touros para agosto. Bilhetes comprados são válidos para a próxima data

A tourada deste domingo, na Monumental Praça de Touros da Póvoa de Varzim, foi adiada até ser conhecida a decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto, que irá pronunciar-se sobre a vontade inaceitável do autarca poveiro de proibir corridas de touros no município. A nossa expectativa é que a resposta seja conhecida já nos primeiros dias da próxima semana, momento em que anunciaremos a nova data da corrida. Lamentamos não ter sido possível uma decisão em tempo útil, que permitisse a realização da corrida de touros conforme o planeado, mas estamos convictos de que a vontade pessoal de um qualquer autarca nunca irá sobrepor-se às leis deste País. 

Não são os técnicos da câmara, condicionados pela vontade do seu presidente, que determinam se a Monumental Praça de Touros está em condições de receber a nossa Festa. É à IGAC – Inspeção-Geral das Atividades Culturais a quem compete realizar a necessária vistoria e atribuir a correspondente autorização para a tourada. 

Agradecemos a todos os aficionados que têm sido excecionais na compra, reserva e nos contatos telefónicos sempre com palavras de incentivo e apoio à causa.

Quem já comprou bilhete para assistir à corrida de touros, tem agora duas soluções: 1 – Conservar o ingresso até à divulgação da nova data da corrida; 2- Dirigir-se ao local onde adquiriu o bilhete e solicitar a devolução do valor do mesmo. 

Somos cidadãos de bem e respeitadores das decisões judiciais, sejam elas quais forem. Esperamos e acreditamos que a autarquia terá a mesma humildade e vai acatar o que for determinado. Certo é que não vamos abdicar nunca da nossa liberdade. Honraremos a memória de todos os poveiros e vamos defender o nosso património, a tauromaquia como representação da Cultura e identidade de Portugal. Trata-se apenas de um compasso de espera até atingirmos o nosso grande objetivo: a realização de touradas na Póvoa de Varzim.”

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*