Segunda-feira, Outubro 3, 2022
Publicidade
InícioNotíciasEditorial Janeiro 2014: “Valeu a pena ter vivido o que vivi”

Editorial Janeiro 2014: “Valeu a pena ter vivido o que vivi”

No início deste ano 2014, quero saudar todos os aficionados que regularmente ou mesmo esporadicamente visitam o site Toureio.pt.

No ano que terminou, a Tauromaquia Portuguesa conseguiu passar um pouco ao lado da falada crise, o número de espetáculos não se alterou muito, os aficionados foram às praças e as empresas taurinas conseguiram montar os seus espetáculos mesmo com os cortes das autarquias, ao contrário do vaticinado por muitos. Em suma um ano que de certa forma se pode considerar positivo.

Hoje, avaliando a trajetória do site Toureio ao longo de 2013, não podemos considerar positiva esta dura caminhada de informação taurina, muito por culpa dos ataques que sofremos ao longo do ano, obrigando-nos mesmo a mudar de endereço. Ataques que nunca nos fizeram perder  nem moral, nem as visitas, como alguns quiseram fazer querer.

Aficionados, expectamos que 2014 nos traga uma temporada igual ou melhor à que passou, mas para isso todos terão que apostar mais na qualidade e transparência e colocar de lado a banalização e os interesses.

Mas para o site Toureio.pt, 2014 será um ano especial, pois iremos ultrapassar a década de existência.

Uma década a difundir a Festa Brava, sempre com níveis de confiança elevados por parte daqueles que nos têm visitado, mantendo uma linha editorial séria, sem nunca recorrer ao sensacionalismo para aumentar as audiências.

Muitos foram os que, ao longo destes dez anos, colaboraram com o Toureio dando o seu melhor nesta missão. Todos eles contribuíram para que atingíssemos o nível que se alcançou e por isso aproveito o momento para agradecer a todos, apesar de alguns por não conseguirem atingir o protagonismo que pretendiam, reagiram como políticos que saem de um partido para criar um movimento independente que nunca ganha eleições ou como políticos que mudam de cor por pensarem que vão ter um “tacho” maior e com mais protagonismo, puro engano!

Ao longo destes anos, nunca nos quisemos sobrepor a ninguém, porque a nossa intenção é divulgar e defender a festa, mas não nos podemos deixar de orgulhar em ser o “site” taurino mais antigo no ativo.

Fazendo um recuo no tempo e olhando para as recordações, quando se iniciou na altura o Toureio.no.sapo.pt, existia a ANT – Agência Noticiosa Taurina, que se extinguiu e uma publicação que nos chegava por mail em PDF que se intitulava de Naturales, que depois se tornaria num blog e só mais recentemente num site, sendo que praticamente em simultâneo ao nascimento do Toureio, apareceu o site Touro Bravo, daí ser o Toureio considerado o mais antigo no ativo.

Para 2014, não vamos prometer comemorações de 10 anos de existência, pois os tempos são de crise e não podemos embarcar em aventuras. O que podemos prometer, é que iremos continuar com a seriedade que nos tem mantido até aqui.

Perante tudo o que já disse e para iniciar este ano em que o site “Toureio.no.sapo.pt”, “Toureio.com” e “Toureio.pt”, deixo os desejos de um excelente ano e que Nos continue a visitar, porque aqui poderá encontrar tudo o que precisa para estar a par de tudo o que vai acontecendo na Festa Brava Portuguesa.

E para rematar este primeiro editorial de 2014, deixo-vos um excerto da letra de um fado cantado por Maria da Fé, e que demonstra bem o sentimento que me vai dentro perante os 10 anos deste vosso site:

“Valeu a pena

ter vivido o que vivi

valeu a pena

ter sofrido o que sofri

valeu a pena

ter amado quem amei

ter beijado quem beijei

valeu a pena

 

Valeu a pena

ter sonhado o que sonhei

valeu a pena

ter passado o que 

Publicidade
Publicidade

Últimas