ERC diz que as corridas de touros “não são suscetíveis de influir negativamente na formação da personalidade das crianças e de adolescentes”

Nos últimos meses a Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) recebeu cerca de 250 queixas que pretendiam que o Conselho Regulador da ERC dirigisse uma recomendação concreta à TV pública para que deixasse de emitir corridas de touros, independentemente do horário, queixas que não tiveram seguimento.

Segundo uma deliberação da ERC “os espetáculos tauromáquicos constituem uma parte integrante da herança cultural portuguesa, que o Estado tem a incumbência de promover e proteger”, dizendo ainda que os espetáculos tauromáquicos “não são suscetíveis de influir negativamente na formação da personalidade das crianças e de adolescentes” e não infringem, portanto, qualquer artigo da lei da TV.

A Entidade considera ainda que “não existem quaisquer impedimentos legais” a que a RTP transmita touradas e que proibi-lo “representaria uma compressão injustificada da liberdade de programação do operador de serviço público”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*