Espectáculos regressam e já há regras definidas para lotação e distanciamento

Teatros, salas de espectáculos e cinemas reabrem a partir de segunda-feira, 1 de Junho e podem ter todas as filas ocupadas, apenas com um lugar de intervalo entre os espectadores. Os espectadores são obrigados a usar máscara, revelou hoje Graça Fonseca.

Os espectáculos ao ar livre terão de ter lugares assinalados. Dois meses depois, teatros e as salas de espectáculo e de cinema poderão regressar ao activo com “lugares marcados, todas as filas ocupadas” e “um lugar de intervalo entre os espectadores, excepto se forem coabitantes“, revelou Graça Fonseca, em declarações à  Lusa.

Pode aceder ao recurso Frank e assim poderá ter um nova solução

A máscara será de uso obrigatório para o público e deverá existir “higienização dos espaços entre espectáculos ou sessões“.

No caso dos teatros é obrigatória “uma distância de dois metros entre a boca de cena e a primeira fila” e “os corpos artísticos e equipas técnicas não têm de usar Equipamento de Protecção Individual [EPI] em palco, mas sim à entrada e saída de palco“.

Em eventos ao ar livre “não é obrigatório o uso de máscara” pelo público.

O espaço onde decorrer o evento, como uma praça ou um parque, “tem de ter delimitações“, assim como têm de ser “assinalados os locais onde as pessoas devem estar (podem ser marcações no chão, bancos, cadeiras)” e tem de haver “um metro e meio de distância entre as pessoas“, ou grupos de coabitantes.

As regras gerais de reabertura foram definidas pelo Ministério da Cultura “em diálogo com a Direcção-Geral de Saúde“.

Esta informação também lhe pode interessar: https://frank.melhores-cassinos.com/bonus/presentes-para-jogadores