Quarta-feira, Agosto 17, 2022
Publicidade
InícioCrónicasGinés Marin em ombros na segunda de Badajoz

Ginés Marin em ombros na segunda de Badajoz

Inusitada saída do primeiro toiro da tarde da ganadaria Vegahermosa; depois de intermináveis minutos teve que se recorrer à ajuda do bandarilheiro para que o astado pudesse sair à praça. Morante de la Puebla que hoje vestia de negro; “passou” o seu primeiro a “trapazos”, nem uma pincelada do de la Puebla, assobios para Morante e para o toiro no arraste.

Alejandro Talavante foi fortemente aplaudido pela forma como recebeu o seu primeiro; primeiro à verónica; chucuelinas e remate com uma larga; brindou ao público e iniciou a faena nos médios com uma série de passes ajudados por alto ao negro de Jandilla; segue com mais uma série de derechazos e depois por naturais com o toiro a corresponder com impetuosidade; mais uma tanda de derechazos; novamente com a esquerda, faena larga e com conteúdo rematada por manoletinas que a espada impediu de cortar troféus. Foi aplaudido.

Ginés Marin, triunfador da recém-terminada Feira de San Isidro em Madrid, era aguardado com elevada expectativa naquela que é praticamente também a sua terra. Brindou ao público e grande início de faena de joelhos em terra para uma grande série de derechazos fazendo soar logo a música; toureou pelos dois pitons e sacou valorosa faena a um bom toiro de Vegahermosa cortando-lhe as duas orelhas e conquistando a porta grande.

Morante de la Puebla escutou monumental bronca no seu segundo que pertencia à ganadaria de Jandilla. Abreviou a função ao máximo e o público colheu unanimidade na bronca que lhe tributou.

O quinto da tarde também pertencia à ganadaria de Jandilla; lidado por Alejandro Talavante poucas condições ofereceu ao diestro da terra; uma faena onde nem a filarmónica se fez ouvir;  fica uma série de naturais a um toiro que Talavante encontrou dificuldades na hora de entrar a matar; foi silenciado.

Ginés Marin teve pela frente o último da tarde; um castanho que o pertencia à ganadaria de Vegahermosa e que foi devolvido aos currais depois do tércio de varas; senso substituído por um sobrero de Jandilla; Ginés Marin brindou a sua faena ao palco infantil; grande início de faena nos médios fazendo soar logo os acordes da filarmónica e os olés; grande tanda de naturais também nos médios; matou recebendo e cortou mais uma orelha com forte petição de segunda.

Mais de meia o praça preenchida.

Publicidade
Publicidade

Últimas