Terça-feira, Maio 28, 2024
Publicidade
InícioNotíciasHelder Milheiro fala do projeto de lei do Bloco de Esquerda e...

Helder Milheiro fala do projeto de lei do Bloco de Esquerda e diz “está cheio de erros e é uma cópia de um projeto de 2015” (c/som)

No próximo dia 6 de julho são votadas na Assembleia da República três propostas de lei anti-taurinas. Uma, do Bloco de Esquerda, visa impedir o apoio institucional à realização de espetáculos que inflijam sofrimento físico ou psíquico ou provoquem a morte de animais (considerando esse Partido que a tauromaquia, apesar de a lei a definir como cultura, se enquadra no âmbito da proposta de lei); outra, do mesmo bloco, visa condicionar a transmissão televisiva de corridas de toiros, devido a supostos problemas para as crianças. O terceiro, do PAN, visa pura e simplesmente determinar a abolição de corridas de touros em Portugal.

O Toureio.pt questionou o porta-voz da Prótoiro Helder Milheiro sobre estes projetos e mais concretamente sobre o projeto do Bloco de Esquerda, e se este partido tinha sido conctactado pela federação, tendo Milheiro respondido que “não tivemos nenhum contacto com o Bloco de Esquerda e não me parece que o Bloco de Esquerda queira um contacto propriamente esclarecido, porque o projeto está cheio de erros e é muito simples, o projeto é uma cópia de um projeto de 2015, é uma copia literal, ou seja, nem se deram ao trabalho de actualizar a informação, falam da televisão espanhola, coisas que são falsas”

Helder Milheiro refere ainda que neste projeto de lei “fazem uma coisa muito interessante, referem um estudo de uma universidade de psicologia em Madrid que é integrante de um estudo global muito alargado, um estudo gigante, feito pelo defensor do menor de Madrid, não foi nenhuma entidade tauromáquica, foi a proteção do menor de Madrid que pediu a quatro universidades distintas do pais em várias áreas, estudos de casos, estudos pragmáticos e empíricos com crianças independentes, nenhum sabiam que estava a ser feito e no final recolheu esses relatórios das várias áreas, como psicologia, sociologia, pedriatria, ou seja, áreas muito diversas e depois no final pediu ainda a um catedrático de psicologia, que não sabia do estudo, dizer estão aqui em cima da mesa, leia-os, valide-os tecnicamente e faça-nos um relatório com as conclusões deles e a conclusão foi muito simples, é que o bloco de esquerda cita o estudo mas não cita a conclusão e a conclusão é que não existem provas cientificas para afastar os menores da tauromaquia, está lá escrito”.

O prota-voz da Prótoiro conclui dizendo que “nós levamos tudo isto aos outros partidos e o Bloco de Esquerda é irrelevante porque é uma questão de ideológica de fundamentalismo.”

 

Publicidade
Publicidade

Últimas