Sábado, Dezembro 3, 2022
Publicidade
InícioNotíciasIII Festival Benéfico Las Vaguadas - Badajoz

III Festival Benéfico Las Vaguadas – Badajoz

João Moura Jr, foi o único representante do toureio a cavalo no III Festival Benéfico de Las Vaguadas que se realizou em Badajoz. Quis o toureiro luso rubricar com este altruísta gesto a sua temporada de consagração, a sua melhor temporada de sempre!  O toiro que lidou, e que encerrou a corrida, pertencia à ganadaria do saudoso ganadeiro D. Luis Térrón que recebeu homenagem póstuma neste dia. Com pouca força, e a falhar no momento da reunião, não serviu para Moura Jr mostrar todo o seu toureio; ainda assim deixou ferros de grande nota; esteve exemplar na brega e deixou bem evidente a sua atitude de figura do toureio mundial; tanto no gesto como na forma de tourear.

Javier Solis abriu a tarde na parte apeada, uma lide larga e recheada de bons momentos de toureio que lhe serviu para cortar uma orelha. Ambel Posada, organizador deste festival benéfico que já vai na terceira edição onde os lucros  revertem a favor da Liga Espanhola Contra o Cancro; toureou de forma regular uma lide que não rompeu e foi ovacionado; Ambel é o quinto toureiro de uma das mais antigas dinastias de toureiros espanholas.

Júlio Parejo toureou o novilho mais complicado da tarde, recebeu-o por templadas verónicas do melhor que se viu com o capote esta tarde; na muleta teve sangue frio para as investidas algo descompostas do novilho, sem nunca o deixar mandar foi-lhe ganhando terreno, ofereceu bons momentos de toureio e foi ovacionado. O novilheiro Luis Manuel Térron fez o mais destacado da tarde, foi uma lide que chegou forte ás bancadas, deixou muito boa impressão, arrimou-se sobejamente no final da faena e cortou as duas orelhas provando que é uma das jovens promessas da Escola taurina de Badajoz. Por último toureou o aficcionado prático Javier Arrobas, tocou-lhe o melhor novilho da tarde da ganadaria de El Juli, que se encontrava na bancada a assistir, e com ele bordou o toureio; sem destoar em nada dos colegas de cartel; toureou com o coração, fez vibrar as bancadas com o seu toureio, foi um “acepipe mais domingueiro” este novilho de EL Freixo para que Javier tocasse o céu por uns minutos, a alegria estava estampada no seu rosto depois do remate de cada série.

Camilo José Cela disse: “sempre quis ser toureiro mas apenas consegui ser prémio Nobel” Joaquim Sabina diz: “na verdade com o que sempre sonho é em tourear”; também nós, amantes do toureio, é no fundo com o que todos sonhamos, é com tourear!! Javier Arrobas cumpriu hoje o seu sonho, e bem!

 

Publicidade
Publicidade

Últimas