Temporada abriu numa tarde de chuva e vento, em que foi o público a triunfar

A Praça de Touros Dr. Líbano Esquível, em Mourão recebeu esta sexta-feira, 1 de Fevereiro, o tradicional festival taurino por ocasião das Festas em Honra de Nossa Senhora das Candeias e que por norma dá início à temporada tauromáquica portuguesa.

Um festejo que esteve seriamente ameaçado pela forte chuva que caiu minutos antes da hora marcada para o início do espectáculo, no entanto com empenho da organização o evento seguiu para a frente e registou uma boa entrada de público.

Anunciavam-se os matadores Pepe Luis Vasquez, Octávio Chacon, Nuno Casquinha, Roman, o novilheiro Manolo Vasquez, bem como a cavaleira Ana Rita, os Forcados Amadores de Monsaraz e seis novilhos de Murteira Grave.

Os novilhos que viajaram da galena, deram jogo desigual destacando-se pela positiva o segundo e o último. As lides a pé deram início ao festejo devido ao mau estado do piso, actuações que foram prejudicadas pelo vento forte que se fazia sentir.

Abriu a tarde Pepe Luis Vasquez que teve uma actuação discreta, nunca se confiou e a faena não teve o brilho desejado. Ainda assim o veterano matador deixou algumas pinceladas do toureio que leva dentro.

Seguiu-se Octávio Chacon que teve a sorte de lhe tocar o melhor astado da tarde e o matador aproveitou da melhor forma e desenhou uma faena em que se viram bons momentos.

O português Nuno Casquinha também esteve em bom plano, no entanto talvez com um pouco mais de temple a actuação tivesse resultado ainda melhor. Ainda assim desenhou bons momentos de toureio aos presentes, deixando boas expectativas para esta temporada.

Román, também esteve em bom plano, sem grandes destaques, mas ainda assim proporcionou aos presentes bons momentos de toureio.

A fechar as lides a pé Manolo Vasquez, que esteve desembaraçado e com ofício, mostrando que poderá vir a ser um caso sério no toureio a pé.

Fechou a tarde a cavaleira Ana Rita, que esteve regular nos compridos, no entanto não iniciou a ferragem curta da melhor forma, pois o seu cavalo escorregou e foi colhida com algum aparato. A cavaleira recompôs-se e a restante lide foi em crescendo, terminando com dois violinos bem ao seu estilo.

O novilho de Ana Rita foi pegado à primeira tentativa pelos Amadores de Monsaraz, tendo sido cara Mauro Carrilho.

O espetáculo foi dirigido por Agostinho Borges, assessorado pelo Médico-Veterinário Matias Guilherme.

E assim, com uma tarde fria e chuvosa se iniciou a temporada tauromáquica portuguesa, onde quem triunfou foi o público pela coragem em sair de casa para assistir a um espetáculo ao ar livre numa tarde invernosa.

Alter 24 de agosto19
Go to top