Ferrera indultou touro na ultima corrida de Badajoz

Terceira e última corrida de toiros da Feira taurina de São João de Badajoz, António Ferrera que marca a segunda presença, Gines Marin e David de Miranda que entra pela via da substituição do lesionado Emílio de Justo. Para lidar um curro de toiros da ganadaria de Zalduendo.

António Ferrera lidou o primeiro da tarde, um "zurdo" que possibilitou a Ferrera uma faena de duas orelhas, assegurando desde logo a porta grande, sempre com o público muito metido com ele logo desde a forma como o recebeu com o capote em quites variados, na muleta baseou a segunda parte da faena com a mão esquerda por naturais, matou recebendo" sin puntilla".

Ferrera brindou a sua lide a uma criança, nada mais que o filho do seu bandarilheiro Javier Valdeoro que sofreu uma cornada no pescoço nesta mesma praça, na corrida de abertura da feira onde Ferrera foi triunfador.

Gines Marin recebeu o seu primeiro com uma larga de joelhos, nota alta para o quite por gaoneras, e principalmente no último por saltilleras. Na muleta a falta de recorrido do toiro (que foi assobiado no arraste) dificultou o labor do toureiro que por tudo, tentou sacar faena, o  "arrimón" final valeu a orelha para uma actuação que decorreu sem música, e que foi brindada ao respeitável.

David de Miranda apresentava-se em Badajoz "montera en mano" dois delantales nos médios e depois também nos médios uma série de saltilleras com o toiro cada vez a apertar mais, agarrando-o quase no final. Brinda a sua faena ao público e aponta pormenores mas faltou ligação. O toiro não correspondeu e David escutou palmas.

António Ferrera esteve brilhante por verónicas, brindou a faena a seu amigo e matador de toiros Javier Solis, e a "história repetiu-se", desta vez foi "Juguete", um nobre toiro de Zalduendo permitiu a Ferrera mais um inolvidável triunfo , que  iniciou de joelhos em terra por derechazos, seguindo depois para intermináveis series por ambos os pitons, música desde o início intercalada por uma voz flamenca que ainda enriqueceu mais a obra, depois segue um misto de tandas, com o público a pedir o indulto, perante as sucessivas francas investidas do toiro o presidente resolveu concede-lo. E para a história fica na mesma feira dois toiros com a vida perdoada pelo mesmo toureiro. Duas orelhas e rabo.

Gines Marin cortou uma orelha ao quinto da tarde, o jovem toureiro de Olivença aproveitou da melhor forma as investidas do oponente, toureou por ambos os pitons e agradou ao respeitável tendo sido fortemente aplaudido. Acompanhando Ferrera pela porta grande.

David de Miranda toureou o último da tarde, já noite e mostrou o fino toureio que leva dentro, primeiro com o capote e depois na muleta onde começou com passes ajudados por alto nos médios, onde aliás desenvolveu toda a faena, que lhe valeu o corte de uma orelha.

Quase três quartos das bancadas preenchidas naquela que foi a maior entrada de público nesta feira taurina de São João de Badajoz de 2019.

Chamusca_3agosto19
Go to top