Campo Pequeno: Touros a pedir contas em noite dedicada ao emigrante

A Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu esta quinta-feira, 8 de Agosto, a Corrida do Emigrante e comemoração dos 35 anos de alternativa do Cavaleiro Rui Salvador, onde além deste João Moura e Luís Rouxinol completavam cartel para lidar um imponente curro de toiros da ganadaria Veiga Teixeira, e para as pegas três Grupos de Forcados : Amadores de Tomar, São Manços e das Caldas da Rainha.

João Moura abriu a noite perante um bravo toiro que permitiu ao Cavaleiro de Monforte mostrar o seu toureio, um astado com investidas francas e nobres, Moura cravou ferros de boa nota, com cites de largo e pisando vários terrenos, deu volta acompanhado de Ricardo Silva dos forcados amadores de Tomar que se fechou ao segundo intento, também o ganadeiro deveria ter sido premiado com volta.

Rui Salvador, o "Cavaleiro dos ferros impossíveis" teve pela frente um cinquenho que pedia contas, uma lide complicada para o Toureiro de Tomar, foi premiado com volta que com "verguenza" toureira optou por não dar,  Pedro Fonseca dos Forcados Amadores de São Manços saiu lesionado depois de duas tentativas, tendo Jorge Valadas executado a pega à sua segunda tentativa.

Luís Rouxinol teve uma grande lide no terceiro da noite, mais um toiro com cinco anos feitos e também o mais pesado da corrida com quinhentos e noventa e oito quilos, uma lide para aficionados protagonizada pelo Cavaleiro de Pegões que foi premiada com volta. Francisco Mascarenhas do forcados amadores das Caldas da Rainha apenas conseguiu concretizar à quarta tentativa depois de três rijas tentativas.

João Moura mostrou como se faz no seu segundo que recebeu em sorte de gaiola, uma lide carregada de emoção na sua primeira parte com o toiro a apertar, veio um pouco a menos no final, o que não deixou de ser uma grande actuação do cavaleiro de Monforte. Foi premiado com volta que deu acompanhado do forcado Luís Campino do forcados amadores de Tomar que executou grande pega à primeira tentativa.

Rui Salvador apesar de ter pela frente no quinto da noite o mais complicado da corrida, tentou dar-lhe a volta e cravar a ferragem da ordem, uma lide com melhor nota que a primeira, e que foi premiada com volta,  João Fortunato cabo dos forcados amadores de São Manços pegou à segunda tentativa, um toiro que tardou a investir com o forcado a ter de entrar em terrenos impossíveis, cumpriu sem brilho do toiro, apesar de lhe ter sido concedida volta optou e bem por não dar.

O último da noite foi lidado por Luís Rouxinol que brindou a sua lide ao público que nesta noite praticamente encheu as bancadas da praça Lisboeta, Rouxinol em noite de aniversário teve no último da noite uma actuação de menos a mais, agora sim rematada com um bom par de bandarilhas e um ferro de palmo, fortes aplausos e público em pé. Foi premiado com volta.

A última pega da noite, foi também a pega da noite, executada por Lourenço Palha ao primeiro intento com grande valentia e emoção.

Bem apresentado o curro de Veiga Teixeira, com nota elevada para o lidado em primeiro lugar, mas todos eles em graus diferentes deram emoção ao espectáculo.

 

 

Alter 24 de agosto19
Go to top