“Foi um dia de festa, uma noite redonda, não foi perfeita mas bastante redonda”, diz Cabo dos Forcados de Coruche (c/som)

Conforme noticiámos, a Praça de Touros de Coruche recebeu a sua tradicional corrida do 17 de Agosto, em que actuaram em solitário os Forcados Amadores de Coruche.

No final da corrida, o Toureio.pt falou com José Tomás, Cabo dos Forcados de Coruche, que sobre a prestação do grupo nesta corrida, disse que “foi um dia de festa, uma noite redonda, não foi perfeita mas bastante redonda. Os touros cumpriram tanto para os cavaleiros como para os forcados. Penso que tivemos alguns touros mais duros, com algumas particularidades. Tivemos um touro mal visto, e por isso foi pegado à segunda. De resto, não complicaram e soubemos aproveitar isso, e mesmo assim levar emoção às bancadas, porque actuar para uma bancada assim tão repleta dá outra motivação aos artistas. E saímos daqui muito satisfeitos porque foi uma noite redonda.”

Questionado sobre o estado de saúde do forcado que saiu inanimado da arena José Tomas disse que “já se encontra junto do grupo. No fim-de-semana passado tivemos uma digressão longa, na Póvoa de Varzim e Aldeia da Ponte, uma digressão longa e dura, com touros muito duros que deixaram algumas mazelas e são ainda mazelas desse fim-de-semana. Chegámos aqui para pegar seis touros com alguns elementos apalpados e foi o caso desse elemento que ficou inconsciente mas já se encontra recuperado junto do grupo e está tudo bem.”

Go to top