Pablo_Montijo28junho19

Marco Gomes investe cerca de 125 mil euros para construir um museu taurino, em Alter do Chão (c/som)

O conhecido aficionado Marco Gomes irá construir em sua casa, em Alter do Chão, um museu taurino, num investimento que poderá rondar os 125 mil euros.

Em declarações ao Toureio.pt, Marco Gomes explica que “este projecto é um projecto há muito pensado, foi de certa maneira adiantado. Previa-o fazer daqui a quatro/cinco anos, mas tudo se conjugou para ser neste momento. O projecto vai chamar-se “Ramagens Ouro & Prata Tauromaquia”, vai ser inserido em Ater do Chão, que é onde eu estou actualmente a viver. Vão ser quatro pisos com 50 metros, 200 metros2, de pura afición.

Marco Gomes afirmou ainda que sentia  “essa necessidade, enquanto coleccionador de peças tauromáquicas, de ter um espaço que possa pôr ao dispor da afición, e não só, ou dos simples simpatizantes da festa. Está agora em fase de apreciação no Município de Alter do Chão, das plantas, as obras ainda vão começar este ano, e se não houver nenhum constrangimento conto inaugura-lo a meio do próximo ano, seria uma grande alegria e satisfação para mim poder fazê-lo no próximo 25 de Abril, dia da Corrida de Touros de São Marcos, uma corrida forte em Alter do Chão. Não sei se consigo, no entanto irei fazer os esforços nesse sentido. Um espaço há muito pensado, e está cuidado ao mais ínfimo pormenor.

Questionado sobre o que irá conter este museu, Marco Gomes afirma que “casacas de cavaleiros tauromáquicos são 32, são 26 jaquetas, e neste momento são 9 trajes de luzes, desses são 4 de matadores e 5 bandarilheiros. Não te posso neste momento quantificar o número de capotes, muletas, e depois toda uma série de coisas, de medalhas, de trofeus… Mas a mensagem que quero passar, é o reconhecimento que eu tenho a todas aquelas pessoas que me foram doando coisas ao longo destes anos, que fazem hoje ter este espólio que é um espólio invejável. Posso até dizer que é um espólio que já me tentaram comprar e nunca me passou isso pela cabeça. Apenas o quero deixar, agora que estão reunidas todas as condições, que foi uma casa devoluta, próxima da zona onde habito, foi difícil coloca-la legalmente, tudo isso foi um esforço financeiro, e agora vai dar o seu percurso normal.

Questionado sobre o orçamento para a construção deste museu, este respondeu que “tenho orçamentado cerca de 125 mil euros, desde a construção do espaço, a decoração do mesmo, é o que tenho orçamentado.

Questionado se teria apoios financeiros da Câmara de Alter do Chão ou até de fundos europeus, Marco Gomes, afirmou que “se que quisesse ter este espaço há mais tempo, já com o antigo edil de Alter tinha sido proposto um espaço. Eu ceder esse espaço a este município ou outro qualquer, seria perder um pouco da identidade das minhas peças. Preferi retardar o tempo necessário para fazer isto como eu quero, e isto é tudo feito com verbas minhas, podendo eu receber os meus amigos no espaço às horas que eu quiser e quando eu quiser, sem estar dependente de ninguém. É totalmente acartado por mim.

Marco Gomes concluiu dizendo que “depois de estar construído, irá ser divulgado, vai ter um horário para o público, mas tal como já hoje acontece, em minha casa, como por exemplo tive dois estudantes da universidade de Salamanca que ali estiveram 12 dias a fazer um mestrado de tauromaquia, e este espaço tal como já hoje acontece ali estarei com a minha humildade a receber as pessoas que queiram ir sem qualquer constrangimento."

 

 

Go to top