Pablo_Montijo28junho19

Fernandes considera sua actuação no Campo Pequeno como êxito (c/som)

A Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu esta quinta-feira, 6 de Setembro, uma corrida de touros à portuguesa na qual se comemorou os vinte anos de alternativa de Rui Fernandes , com um cartel composto por João Moura, Pablo Hermoso de Mendoza e Rui Fernandes perante um curro de toiros de António Charrua. Pegas a cargo dos Forcados Amadores de Évora e Alcochete.

No final o Toureio.pt falou com o cavaleiro Rui Fernandes, que nesta noite comemorou 20 anos de alternativa, que nos fez o balanço desta sua atuação no Campo Pequeno, dizendo que “fazendo as contas, satisfeito. A gente quer sempre mais, como é lógico. Muito contente com a minha actuação no primeiro touro, penso que foi uma lide muito boa, de um nível muito elevado, e nesta segunda lide penso que fiz jus à experiência que já vou tendo. Porque ali no principio da lide ter-me enganado um pouco e depois enganamos ali no primeiro cavalo de bandarilhas, depois o segundo cavalo de bandarilhas que estava a andar muito bem ter tido aquele contratempo que parecia estar ali meio dorido de uma mão e não estar, penso que foi um jeito e não há-de de ser nada, se Deus quiser. Tirando esses contratempos, acho que a lide terminou em bom plano. Feliz por estar aqui, muitas recordações: boas e menos boas. Mas muito orgulhoso.”

Questionado se tinha sido, na sua opinião uma noite de triunfo, Fernandes afirmou que “Sim, sem dúvida. Penso que sim. O público gostou, disfrutou e quando nós vimos à praça dar o nosso melhor… essa é a minha marca: vir à praça e dar o meu melhor.”

 

Go to top