“Quando se fazem as coisas com sensibilidade e profundidade as pessoas desfrutam muitíssimo”, disse El Cid sobre a actuação na Chamusca (c/som)

Conforme noticiamos, a Praça de Touros da Chamusca recebeu este sábado (6 de Abril) um festival taurino integrado nas celebrações dos 100 anos deste tauródromo.

Um festejo que se realizou apesar do temporal que se fez sentir no dia anterior e na manhã de sábado.

O Toureio.pt falou com um dos triunfadores deste espectáculo, o matador de touros Manuel Jesus “El Cid” que se mostrou muito satisfeito com a sua actuação na Chamusca, começando por dizer que “estou muito contente, estive a gosto, o novilho deixou-se tourear bastante, houve momentos de grande profundidade, penso que o vento condicionou toda a tarde, apressando e tentando sacar tudo ao novilho, penso ter conseguido.”

Questionado quando poderá regressar a Portugal, El Cid respondeu que “espero que seja rápido, tenho muitos amigos, sinto-me muito identificado com a aficion portuguesa, porque aqui como costumo dizer o toureio a cavalo é o cume (o máximo), mas quando se fazem as coisas com sensibilidade e profundidade as pessoas desfrutam muitíssimo, como hoje vimos.”

 

Go to top