Pablo_Montijo28junho19

“Uma figura, deve dar-se ao público, ao povo, à comunicação, e isso engrandece a importância do que somos”, diz Rui Bento Vasques (c/som)

Conforme já noticiamos, realizou-se na praça de Touros do Campo Pequeno uma conferência de imprensa para apresentar a corrida do próximo dia 6 de Junho, nesta mesma praça. Uma corrida de homenagem a Joaquim Bastinhas e em que actuará o matador de touros espanhol Cayetano Rivera Ordoñez.

Nesta conferência marcou presença o mediático toureiro espanhol. Uma presença que foi comentada por Rui Bento Vasques, Director das Actividades tauromáquicas do Campo Pequeno, tendo dito que “a vinda dele revela aquilo que ele é como toureio, pelo que faz na praça, mas também na sociedade mundial, desde representar a marca Armani, publicidade a perfume, estar em qualquer situação, estar com o príncipe de Gales, isso revela o que muitos toureiros nossos, entre os quais aqueles que apodero também, devem de fixar-se”, acrescentando que “uma estrela, uma figura, deve dar-se ao público, ao povo, à comunicação, e isso engrandece a importância do que somos enquanto toureiros e daquilo que realizamos diante do touro.”

Rui Bento afirma ainda que “o Cayetano hoje vir a Lisboa, ao Campo Pequeno, dar várias entrevistas a várias televisões, estar aqui na conferência de imprensa convosco jornalistas e com os abonados, e responder com a naturalidade e simplicidade com que o fez, acho que é uma forma exemplar de demonstrar que a tauromaquia deve estar de braços abertos para que nos dêem a importância que a tauromaquia tem, para que tudo o que façam diante do touro extravase o que é o ambiente da tauromaquia.”

O antigo matador conclui dizendo que “temos que ir muito mais além, temos de cultivar a apostar naquela parte que toca nas pessoas. Acho que o facto de ele ter vindo de Málaga a Lisboa, vou agora levá-lo ao aeroporto, no mesmo dia, e enquanto prepara o baptizado do filho no próximo sábado, demonstra a categoria e grandeza de uma figura dentro e fora da praça.”

 

Go to top