“Não pode ser apenas tudo fácil, também existir o difícil para as pessoas não pensarem que isto é uma brincadeira”, diz Marcos Bastinhas sobre corrida de Tomar (c/som)

Depois de duas semanas sem puder exercer a sua profissão, devido a uma lesão contraída na corrida de touros em Évora, o cavaleiro Marcos Bastinahs regressou este fim-de-semana às arenas, nomeadamente nas corridas de touros realizadas em Tomar, Nazaré e Aldeia da Ponte.

Em declarações ao Toureio.pt, após a corrida na Nazaré, Marcos Bastinhas afirmou que este regresso às arenas após a lesão “está a ser fantástico. Infelizmente houve aquela lesão que me impossibilitou de ir a um par de corridas, mas reapareci ontem com muitas ganas e muita vontade. E hoje, aqui [Nazaré] numa praça que era tanto do meu pai, e que também a sinto tão minha, fiquei muito orgulhoso da prestação que tive aqui hoje. Só espero que ele também se sinta bastante orgulhoso.”

Sobre a primeira corrida onde reapareceu, nomeadamente em Tomar diante de touros complicados de São Martinho, o cavaleiro de Elvas afirma que “foi um curro muito duro e a pedir contas, mas são esses contrastes de encastes que faz a emoção na festa e as pessoas irem aos touros. Não pode ser apenas tudo fácil, também existir o difícil para as pessoas não pensarem que isto é uma brincadeira. Isto é um espectáculo muito sério e que tem de se levar com muita dignidade e muito profissionalismo, para as coisas correrem bem.”

Já sobre a sua actuação na Nazaré, uma praça onde o seu Pai era bastante acarinhado, Marcos diz que “é um orgulho para mim ver o carinho e o amor que esta gente tinha pelo meu pai, e eu apenas tentei retribuir todo esse carinho que nos deram ao longo destes anos ao meu pai e a mim.”

Já sobre a lesão que sofreu em Évora, Marcos Bastinhas diz que “não está a 100% mas está lá perto. Mas depois com este calor humano e esta praça quase completamente cheia e a entregar-se desta maneira...esquecemos o resto e é o coração que manda.”

Alter 24 de agosto19
Go to top