É “um passo importante, de conseguirmos juntar mais algum sinergismo a todo o movimento a favor do touro” diz Vice-Presidente da Prótoiro (c/som)

Como o Toureio.pt noticiou, a Prótoiro e a União das Misericórdias Portuguesas assinaram recentemente um acordo de colaboração tendo em vista a salvaguarda da Tauromaquia em Portugal.

Neste sentido o Toureio.pt ouviu a Prótoiro, na pessoa do seu Vice-Presidente, João Santos Andrade, que afirmou ser “um ponto importante, uma vez que trouxemos para o nosso lado e para a direção da Prótoiro um representante da União das Misericórdias, pois há imensas praças que pertencem às misericórdias e, portanto, parece-me um passo importante, de conseguirmos juntar mais algum sinergismo a todo o movimento a favor do touro e do espetáculo tauromáquico”.

Questionado se este protocolo visava também baixar um pouco as rendas das praças de touros, João Santos Andrade afirma que “não tem nada a ver com isso, isto é um protocolo de defesa da festa, de promoção da festa e aí é que nós entramos, em relação aos contratos de cada um a Prótoiro não tem rigorosamente nada a ver com isso”, aclarando ainda que “a missão da Prótoiro é fomentar, promover, divulgar e melhorar efetivamente o espetáculo tauromáquico se todos tivermos para o mesmo lado, sejam toureiros, sejam forcados, ganaderos ou até as próprias tertúlias de aficionados e a União das Misericórdias, acho que todos vamos beneficiar com isso, e isto não tem nada a ver com os alugueres, não tem nada a ver com as reformas das praças, embora logicamente que se tivermos as praças com mais comodidade era melhor, mas não é esse  intuito da Prótoiro

 

Go to top