O valor “não é tudo, infelizmente. Se fosse, tudo seria diferente”, diz Marcelo Mendes após o triunfo no Campo Pequeno (c/som)

Tal como já noticiamos, a Praça de Touros do Campo Pequeno recebeu esta quinta-feira, 21 de junho, uma corrida de touros à portuguesa.

Um dos triunfadores da noite foi o cavaleiro Marcelo Mendes, que em declarações ao Toureio.pt afirmou que “vinha com a consciência que era uma noite em que tinha que agarrar a oportunidade, tenho passado as últimas noites com isso na minha consciência e vim aqui para dar tudo, para jogar tudo, para arriscar a pele, como se costuma dizer. Felizmente tive a sorte de ter um touro que colaborou e me proporcionou um triunfo nesta praça, que quer se queira quer não, o triunfo tem um sabor diferente.”

Questionado sobre o facto de ter andado arredado das arenas, apesar da qualidade apresentada na arena do Campo Pequeno, Marcelo declarou que “sabe que não é fácil nos dias de hoje, alguém que não tem um nome por detrás, ter as oportunidades que os outros têm. É o que nós temos, nós para conseguirmos repetir, aqueles que não têm um apelido, têm que ter um caminho muito diferente dos outros. Não é que os outros não tenham valor, não é isso que está em causa, os degraus são muito mais duros de serem subidos.” Acrescentando ainda que “as empresas não sei se têm receio de apostar em cavaleiros que não têm por detrás esse nome, que no fundo eu também percebo porque lhes pode dar algumas garantias que outros não…”

Marcelo Mendes, afirma ainda que, “no entanto, isso só pode mudar se derem oportunidade a outros cavaleiros como eu e muitos outros que aí andam que têm muito valor e não têm as oportunidades, que no fundo, até a própria carreira deles justifica. Mas talvez isto um dia possa mudar.”

Questionado ainda se o valor é tudo para se encontrar num cartel, o cavaleiro diz que “não, não é tudo [o valor e um toureiro], infelizmente. Se fosse, tudo seria diferente.”

Sobre o triunfo que alcançou esta quinta-feira no Campo Pequeno e se este triunfo poderia resultar num regresso à arena Lisboeta, Marcelo disse que “espero que sim, desejo que sim, é esse o meu sonho. É para isso que todos os dias trabalho, é a terceira vez que toureio no Campo Pequeno, das outras vezes faltou qualquer coisa, e hoje acho que não faltou nada e saio daqui radiante, o público vibrou, os cavalos estiveram bem e o touro ajudou.”

 

Go to top