“O grupo se superou com a garra e com a técnica que era o que se pedia para dar a volta”, disse o Cabo dos Amadores de Vila Franca (c/som)

Este domingo a Praça de Touros Palha Blanco, em Vila Franca de Xira, recebeu uma corrida de touros mista. Uma corrida em que se lidaram seis touros Palha que levaram á arena emoção, tendo permitido rijas pegas ao Grupo de Vila Franca.

Em declarações ao Toureio.pt, Ricardo Castelo, Cabo dos Amadores de Vila Franca afirma que foi “uma corrida muito séria. Logo a começar com um touro muito duro, um touro com poder e alguma maldade, e acho que o grupo se superou com a garra e com a técnica que era o que se pedia para dar a volta”, acrescentando que “um grupo coeso, um grupo com oito elementos lá dentro a resolverem o problema, que era um problema muito grande e muito sério.”

Ricardo Castelo disse ainda que “depois no segundo touro foi um touro mais cómodo, apesar de ser um touro sério até pela ganadaria, em que nenhum touro foi fácil hoje, com um primeiro ajuda que anda aqui há 16 anos e queria pegar e despedir-se e foi também um momento especial nessa pega.”

O Cabo dos Amadores de Vila Franca analisou ainda a ultima pega dizendo que “era também um touro com bom génio, apesar de ser um touro mais pequeno, e o forcado que tinha pegado aqui um Grave no ano passado, foi para recuperar e fazer grupo, numa data tão importante e especial como é esta para nós.

Sobre os touros Palha, o Cabo afirmou que “estes touros pedem o bilhete de identidade aos artistas, aos grupos de forcados também, como vimos aqui.”

Já sobre as próximas actuações do Grupo, Ricardo Castelo disse que “pegamos na Figueira a 4 de Agosto, depois no Campo Pequeno a 24. Este ano não é um ano de muitas corridas, infelizmente, era um ano em que precisávamos de 25 a 30 corridas para rodar o grupo…”

 

Go to top