Chamusca: “A Misericórdia vai tomar a iniciativa de organizar toda a actividade tauromáquica”, diz Provedor (c/som)

No próximo ano a Praça de Touros da Chamusca comemora o seu centenário e para comemorar esta efeméride serão realizados um conjunto de eventos.

Uma das novidades para 2019 será a gestão do tauródromo chamusquense pela sua proprietária, a Santa Casa da Misericórdia da Chamusca, que irá criar uma comissão executiva para organizar os eventos e também as corridas de touros.

Em declarações ao Toureio.pt, o Provedor da Misericórdia da Chamusca, Nuno Castelão, adiantou-nos que “há algumas actividades que estão, mais ou menos, à procura de calendarização”, acrescentando que “vamos ter algumas exposições de fotografia, exposição de cartazes, de alguns dos que fizeram um bocadinho de história na Praça da Chamusca, vamos tentar, aqui, organizar uma noite de fado com chamusquenses que o tema seja a tauromaquia e que envolva o máximo possível de chamusquenses que estejam em actividade no Fado, e portanto queríamos capitalizar isso para esta iniciativa.”

Nuno Castelão disse-nos ainda que “as corridas de touros vamos tentar fugir ao número limitado de corridas para ver se conseguimos aqui ter outros espectáculos que não só corridas directas, vamos tentar ter aqui espectáculos que consigam juntar as tertúlias e as escolas de toureio, em que podemos assim, de facto, projectar a juventude na tauromaquia e assim sentir o que se está a fazer nas escolas de toureio e mostrar assim esse saber fazer junto da população, chamusquense e não só.” Questionado concretamente sobre as corridas de touros, Nuno Castelão não adiantou muito dizendo apenas que “em termos de corridas de touros não me quero comprometer nem com o número de espectáculos nem com as figuras que vamos trazer.” Já sobre a gestão da praça e a organização das referidas corridas, o Provedor da Misericórdia da Chamusca deu-nos a conhecer que “em princípio tudo indica que a Misericórdia vai tomar a iniciativa de organizar toda a actividade tauromáquica e de todos os novos espectáculos durante o próximo anos e portanto queremos que isto se traduza em realidade. Vamos ter as primeiras reuniões neste mês de Dezembro onde vamos dar o primeiro passo para os convites definitivos da comissão de honra para a comemoração dos 100 anos e iremos propor a essa comissão uma série de actividades que estou já aqui a transmitir e vamos tentar fazer três ou quatro corridas, a ver se conseguimos.”

Instado a esclarecer esta organização das corridas de touros, Nuno Castelão disse que “será assim uma espécie de conselheiros. (…) Queremos motivar todas as pessoas a participar. Vamos tentar envolver as forças vivas da Chamusca pelo bem comum.

 

Go to top