Tribunal leva a julgamento anti-taurinos que desejaram morte a criança aficionada

Segundo adianta o jornal El País, Eizpea Etxezarraga, Bryan Eduardo Salinas Luna e Manuel Ollero Cordero foram processados pelos comentários de incitação ao ódio, cometidos  nas redes sociais denegrindo, a criança, Adrián, por ser fã das touradas,

Após o festejo realizado em Valência em 2016, um festival solidário de recolha de fundos para ajudar no tratamento contra o cancro, os três usuários do Twitter fizeram comentários a desejar a morte da criança por esta ter o objectivo de querer ser toureiro. A família denunciou os factos e agora um juiz decidiu prosseguir com o processo por crime de incitação ao ódio.

Go to top