Imprimir

Tendo o cavaleiro João Maria Branco terminado a sua temporada no passado dia 6 de Outubro, em Alcácer do Sal e, aproximando-se o final da temporada tauromáquica de 2013, o seu apoderado, Rui Bento Vasques, fez um balanço numérico da forma como a mesma decorreu.

Na sua primeira temporada como cavaleiro de Alternativa, João Maria Branco apresentou-se em 15 corridas de toiros e um festival. João Maria “assumindo todas as responsabilidades daí inerentes, fez questão de tomar alternativa na sua primeira corrida da temporada. Arriscou no cartel, ao ter como padrinho e testemunha dois monstros sagrados do toureio a cavalo: Joaquim Bastinhas e Pablo Hermoso de Mendoza e por cenário da cerimónia a primeira praça do país, o Campo Pequeno.” – afirmou Rui Bento.

No balanço que nos fez chegar, o também gestor do Campo Pequeno, diz que “Calma e serenamente, João Maria Branco distribuiu a sua atividade um pouco por todo o país, e uma incursão a França, por praças da maior responsabilidade, em datas chave da temporada e integrando cartéis da máxima categoria, alternando com todas as primeiras figuras do panorama taurino. O caminho faz-se caminhando… a passo bem marcado e seguro… como bem marcada e segura foi a temporada da sua alternativa.”.