Barrancos acolherá um festival taurino, aquando da Expo Barrancos por ocasião da Feira do Presunto e Enchidos, a 6 de Abril pelas 15:00.

A cavalo toureiam António Brito Paes, Marcos Bastinhas Miguel Moura, Luís Rouxinol Jr., Francisco Correia Lopes e Joaquim Brito Paes. Touros das ganadarias de Couto de Fornilhos e Veiga Teixeira. Pegam os forcados amadores de Moura e Beja.

O Toureio.pt pode adiantar os integrantes do cartel do festival taurino a realizar-se no sábado de Páscoa em Serpa.

O Cartel do tradicional festival a favor dos Bombeiros, é composto pelos cavaleiros António Telles, Ana Batista, Miguel Moura, Mara Pimenta,  António Telles filho e o matador Manuel Dias Gomes.

Pegam os forcados amadores de Beja e Moura. Os novilhos touros serão de várias ganadarias.

Conforme já o Toureio.pt noticiou, no 1 de Maio, Feriado Nacional, pelas 16 horas, a Praça de Toiros do Cartaxo realiza a primeira corrida da Temporada de Comemoração dos 145 Anos, que este ano terá associada a Corrida do Tomate com todos os produtores, agricultores, organizações ligadas a este sector.

Estão anunciados seis toiros de José Luis Vasconcelos e Sousa D´Andrade e será uma corrida de seis Cavaleiros.

O empresário Luís Miguel Pombeiro deu agora a conhecer que esta corrida será um concurso de pegas entre os Grupos de Forcados Amadores do Ribatejo, Chamusca e Cartaxo.

Esta quarta-feira foi anunciado, que o matador espanhol Paco Ureña perdeu o olho esquerdo, na sequência da grave cornada que sofreu no final da última temporada em Albacete.

No inicio desta semana Paco Ureña, foi novamente operado na Clínica Novovisión, em Madrid, pelo Dr. Marcos Sales, depois de terem surgido novas complicações e de lhe ter sido diagnosticada uma úlcera e diversas infecções que obrigaram à extracção do globo ocular, tendo-lhe sido colocada uma prótese.

Paco Ureña não perderá os primeiros compromissos da temporada, marcados pela reaparição já nas Fallas de Valência.

Nos últimos meses têm-se assistido ao anúncio de várias entidades e grupos de aficionados gerirem praças de touros em Portugal, como é o caso de Santarém, Chamusca, Azambuja, entre outras.

O Toureio.pt quis saber se o paradigma empresarial tauromáquico está a mudar e falou com o Presidente da Associação Portuguesa de Empresários tauromáquicos, Paulo Pessoa de Carvalho, que começou por referir que “em todas as situações em que isso tem acontecido, eu penso que são situações boas”, dando o exemplo da “Chamusca, vou falar porque é um caso pontual - O Centenário, pode ser aqui um papel pontual a Santa Casa da Misericórdia. Não sei. Mas parece-me a solução correcta.”

Paulo Pessoa falou também “no caso de Azambuja, parece-me bem, as pessoas da terra estão envolvidas. As praças ou vão para lá empresas com competência e profissionalismo para montarem bons espectáculos, e ganhar dinheiro, ou então para andarem especuladores, que representam este ou aquele toureiro, querem por este ou outro grupo de forcados, colocar este ou outro curro, então é preferível que elas estejam nas mãos de associações de gente local que consegue, teoricamente, congregar muito mais mobilização na terra.”

Ainda sobre a gestão de praças por associações, Paulo Pessoa de Carvalho diz ainda que “no caso e Santarém, tem lá oito pessoas antigas do grupo de Santarém, empresários com sucesso na sua vida, contactos com muita gente que já fez projectos fantásticos como foi a Feira do Touro no CNEMA, nos dois anos que aconteceu, e que tem mais do que provas dadas e portanto conseguem capitalizar ali uma série de network que lhes vai permitir vender bilhetes a empresas. Sei que têm sido altamente aguerridos, para a praça de Santarém, penso que é a melhor solução que podia ter acontecido. (…) Eu penso que isto será óptimo para a festa. Arrisca-se em 3 espectáculos a colocar 20 mi pessoas na Praça de Santarém. E isto são números essenciais para nós. Penso que para Santarém vai ser fantástico assim como para a tauromaquia. E penso que há outras terras em que isto poderia acontecer.”

 

O Grupo de Forcados Amadores de Monforte realizou no passado domingo, na Praça de Touros de Santa Eulália, mais um treino de preparação tendo em vista a temporada 2019.

Cerca de três dezenas de elementos participaram neste treino, que resulto profícuo e em que houve oportunidade para aperfeiçoar a técnica de pegar.

Um treino que serviu assim para preparar uma temporada que se prevê com um elevado número de corridas, tendo o cabo Ricardo Carrilho revelado aos seus elementos, que desafiou a empresa gestora da praça de Estremoz a que o grupo se encerre com os seis Sommer na corrida da FIAPE.

O Toureio.pt assistiu a este treino e mostra-lhe algumas imagens, numa reportagem de Hugo Calado:

Tal como irá acontecer em Olivença, o rejoneador luso-espanhol Diego Ventura irá regressar a Sevilha num cartel misto.

Segundo avança esta terça-feira a imprensa espanhola, Diego Ventura volta a Sevilha integrado num cartel misto, sendo que não irá lidar touros de Fermin Bohorquez, motivo pelo qual Ventura não pisou esta importante arena.

Ventura actuará numa corrida de abono e compartilhará cartel com máximas figuras do toureio a pé.

A Praça de Touros de Mérida abrirá as suas portas, no próximo dia 16 de Março, para uma novilhada com picadores.

Lidar-se-ão novilhos-touros de Eusébio Naranjo, pelos novilheiros Garcia Corbacho, José Ignacio Rodriguez e Iván Valares.

Pág. 1 de 206
Go to top