Segunda-feira, Agosto 15, 2022
Publicidade
InícioNotíciasManhã extremenha em Olivença, com Perera e Marin a saírem em ombros

Manhã extremenha em Olivença, com Perera e Marin a saírem em ombros

Um cartel inusitado onde uma figura Miguel Angel Perera aparece acartelado entre duas grandes promessas José Garrido e Gines Marin, ou visto de outro prisma e com terminologia futebolística: um autêntico “derby” extremenho. 

Perera depois de receber o seu primeiro sem grandes alardes fica o quite por chicuelinas ; brinda ao público e começa uma faena dobrando-se com o toiro numa boa tanda de muletazos; na segunda já soava o pasodoble; seguiu por naturais e prolongou um pouco uma faena que estava feita com o toiro já a fugir à “pelea” e a refugiar-se em tábuas. Aplausos. José Garrido poucas hipóteses teve com o seu primeiro que se rachou logo no início da faena de muleta; insistiu o de Badajoz mas resultou impossível; na insistência da última tanda já em tábuas foi inclusivamente assobiado pelo público por querer fazer o que se via impossível. Pinchazo e descabello foi silenciado. 

Gines Marin jovem toureiro da terra iniciou a faena de joelhos nos médios com um passe cambiado ; um toiro nobre que aguentou a lide cuidada e inteligente que Marin lhe deu;  toureou de princípio duas grandes tandas de naturais e seguiu com bons muletazos terminando por bernardinas uma faena premiada com o corte de uma orelha.

Miguel Angel Perera lidou em segundo lugar mais um toiro nobre de Zalduendo; uma faena iniciada nos médios por estatutários e que foi sempre a mais; Perera colocou todo o seu saber para aproveitar da melhor forma e com verdade as francas investidas do toiro.  Cortou duas orelhas e …porta grande.

José Garrido recebeu com verónicas sem conseguir templar as bruscas e repetidas investidas do toiro. Garrido teve pela frente o astado mais complicado da corrida; sem classe mas com querer; lutou até ao fim acobardando-se apenas na hora de entrar a matar; cortou uma orelha de peso com forte petição de segunda. 

Gines Marin teve pela frente no último da manha um toiro com pouco recorrido mas do qual Marin não desistiu; uma faena de valor onde esteve por cima do oponente;  bem na hora de matar cortou uma orelha e conquistou a saída em ombros ao lado de Perera. 

Curro de Zalduendo díspares de apresentação e comportamento; nobres mas descastados na sua maioria. Com chuva e com as bancadas quase cheias.

Publicidade
Publicidade

Últimas