Domingo, Outubro 2, 2022
Publicidade
InícioCrónicasManzanares pela porta grande na última de Olivença

Manzanares pela porta grande na última de Olivença

Corrida de máxima expectativa para encerrar a feira taurina de Olivença. Morante de la Puebla, José Maria Manzanares e Roca Rey, perante um curro de toiros da famosa ganadaria Nunez del Cuvillo.

O primeiro da tarde sem opções, contou com a persistência de Morante que esteve por cima do toiro, tentou por tudo algumas tandas pelo lado direito mas sem toiro foi impossível, estocada inteira e escutou palmas.

José Maria Manzanares viu o primeiro do seu lote ser protestado por alguma parte do público, uma faena sem grandes alardes por falta de entrega do toiro, uma excelente estocada e petição de orelha, tendo sido Manzanares aplaudido.

Roca Rey depois de alguns lances de capote, inicia a faena de muleta com uma série de ajudados por alto rematados com um molinete e um passe de peito, a meio da faena sofre feia voltereta, recompôs – se, volta com um tremendo “arrimon” entre pitons, estocada inteira e dois descabelhos, corta uma orelha.

Morante mais uma vez por cima do seu oponente e colocando tudo da sua parte para o triunfo, boas séries de derechazos na busca do triunfo, o público reconheceu o esforço do toureiro “cigarreiro” que foi premiado com uma orelha.

Manzanares desorelhou o quinto da tarde, um toiro com francas investidas, bem aproveitadas pelo diestro para largas e pausada tandas de derechazos, uma estocada recebendo fez tombar o toiro e cortar os dois troféus com direito à respectiva porta grande.

Roca Rey não teve sorte com o seu lote, o sexto rachou cedo e poucas hipóteses deu ao jovem toureiro peruano para que pudesse exprimir o seu valoroso toureio.

Praça esgotada numa tarde em que José Maria Manzanares cortou duas orelhas ao quinto toiro da corrida, Morante cortou uma orelha no segundo do seu lote e Roca Rey uma no seu primeiro.

Publicidade
Publicidade

Últimas