Ministério Público de Beja remete para o DIAP de Lisboa denuncia contra Associação de Forcados

Nas últimas semanas vieram a público alguma noticias dando conta de tinha dado entrada no Ministério Público de Beja uma denúncia de irregularidades na Associação Nacional de Grupos de Forcados (ANGF).

Surge agora um novo facto neste caso, com a queixa apresentada a ser remetida para o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

O caso foi-nos agora oficialmente confirmado pelo Ministério Público de Beja, que nos informou que “a queixa foi remetida ao DIAP de Lisboa por ser competente em razão de território”.

Tendo em conta esta nota enviada à nossa redação, o Ministério Público não adianta se a queixa apresentada contem indícios suficientes para dar início a uma investigação, não esclarece também que tipo de factos estão em causa e levaram a que fosse apresentada uma queixa.

O Toureio.pt contactou o presidente da Direção da ANGF, José Fernando Potier, que até ao momento da publicação desta noticia ainda não prestou qualquer declaração.

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*