Moita: No festival do Dia da Tauromaquia destacaram-se Telles e Juanito

Telles

A Praça de Touros Daniel do Nascimento, na Moita, recebeu, ontem, um festival taurino, integrado na celebração do Dia da Tauromaquia, promovido pela marca Touradas, da Protoiro.

O cartel foi composto por Ana Batista, João Moura Jr., João Ribeiro Telles, João Salgueiro da Costa, Juanito e Filipe Martinho, frente a novilhos/touros das ganadarias Vinhas, Romão Tenório, Passanha, Varela Crujo, David Ribeiro Telles e Eng. Jorge Carvalho. Atuaram ainda os forcados amadores de Montemor e Aposento da Moita.

A anteceder o festival, atuou o tenor João Mendonza, interpretando ‘Granada’ e fez-se um minuto de silêncio pela Paz.

Ana Batista teve uma atuação irregular, frente a um novilho da ganadaria Vinhas. O novilho adiantava-se muito e isso valeu alguns toques na montada da cavaleira. Ana não virou a cara À luta e conseguiu elevar o nível da atuação, porém longe do que certamente desejaria.

João Moura Jr. fez a sua estreia nesta temporada, regressando assim após o grave acidente que o afetou no ano passado e o fez cortar a temporada. O ginete alentejano esteve a gosto, frente a um exemplar da ganadaria Romão Tenório, seguro e com boa noção de lide, destacando na brega e nos remates das sortes.

João Ribeiro Telles foi o mais destacado cavaleiro nesta tarde, frente a um bom exemplar da ganadaria Passanha. Telles soube potenciar as qualidades do oponente e tapar-lhe os defeitos. Numa atuação em crescendo, colocou o público no bolso, montando o Ilusionista e com dois ferros de grande impacto no conclave.

João Salgueiro da Costa enfrentou um complicado exemplar da ganadaria Varela Crujo Herdeiros. Bem nos compridos, tudo se complicou na ferragem curta, com o touro a fechar-se em tábuas. No ferro que encerrou a lide, foi apertado contra tábuas.

João Silva ‘Juanito’ está num momento extraordinário e tudo parece sair-lhe bem. Bem no capote, melhor ainda na muleta. Juanito arrisca, exibe uma panóplia de recursos técnicos que parecem infindáveis e prende a atenção do público que acaba por se render ao seu talento. Foi dele o triunfo destacado no festival taurino.

Filipe Martinho enfrentou um touro da ganadaria Jorge de Carvalho. Destacou-se nas bandarilhas, com pares de excelente nota e depois na muleta esteve esforçado e deu, aqui e ali, um ar da sua graça.

Pelos amadores de Montemor foram à cara Miguel Sampaio Ribeiro, concretizando ao primeiro intento e António Pena Monteiro e Luís Vacas concretizaram, com sucesso, uma pega de cernelha.

Pelo Aposento da Moita, Fábio Matos dobrou José Maria, concretizando ao terceiro intento efetivo e André Silva concretizou ao terceiro intento.

Corrida dirigida por Fábio Costa, assessorado por Jorge Moreira da Silva e com José Henriques no cornetim.

Para ver