Moura Jr triunfa no Campo Pequeno

João Moura Jr foi o grande triunfador da noite no Campo Pequeno, entre dois “monstros” do toureio mundial e perante uma praça completamente esgotada, João Moura Jr lidou o lote mais potável do curro de D. Maria Guiomar Cortes de Moura ao qual faltou força e transmissão.

A primeira lide de Moura Jr foi brindada com música logo após a  cravagem do primeiro ferro curto, o segundo com cite de praça á praça e cravado nos médios fez soar fortes aplausos termina a lide com um ferro de palmo de boa nota. Vem para o segundo toiro que fechou a noite com uma garra enorme e conquista novo triunfo num toiro voluntarioso que Moura Jr aproveitou da melhor forma para bordar o toureio, duas lides de peso que fizeram dele o triunfador da noite sem quaisquer sombra de dúvidas.

António Ribeiro Telles esteve muito por cima do seu primeiro oponente; um toiro com nítida falta de força  que manseava e descaia constantemente para tábuas, alguns ferros cravados a sesgo, num toiro que apenas serviu para o Maestro da Torrinha cravar a ferragem da ordem. No seu segundo que apresentava melhores condições que o primeiro sem deslumbrar, António Telles mostrou a sua forma clássica de tourear e encantou as bancadas, uma lide sempre a ir a mais pautada por ferros de grande nota.

Pablo Hermoso de Mendonza viu ser protestado o seu primeiro toiro, escasso de forças a perder por várias vezes as mãos, cravou sem brilho a ferragem curta, alguma dela a sesgo, cravou ainda mais um ferro a pedido do público, mas as hipóteses de brilho perante o oponente que tinha pela frente eram nulas. O Director de corrida Sr Rogério Jóia ainda deu ordem a Pablo para dar a volta, mas este obviamente recusou. Pior ainda foi o segundo toiro do seu lote, sem nenhuma transmissão Pablo apenas se pode recriar com as suas montadas perante um toiro que participou de forma absolutamente passiva na lide.

O grande momento de emoção da noite foi protagonizado pelo forcado Rui Godinho dos Amadores de Vila Franca de Xira, um toiro que para o cavalo foi indiferente arrancou com toda a vontade para o forcado; na primeira tentativa aguentou derrotes violentíssimos, saindo num derrote forte e violento, concretiza a terceira tentativa numa extraordinária pega que levantou as bancadas, Carlos Silva rabejou como só ele sabe e escutou também fortíssima ovação, o director deu-lhe ordem para a segunda merecida volta a que o forcado apenas agradeceu nos médios escutando a maior ovação da noite com a praça completamente em pé. Pedro Castelo  concretizou á terceira tentativa, Bruno Casquinha abriu praça á primeira tentativa. Pelos Amadores da Chamusca Pegou Luis Isidro á primeira tentativa, depois o Cabo Nuno Marques pegou á segunda a sua derradeira pega na Catedral do Toureio, antes da sua despedida no próximo Sábado na praça da sua terra; Nuno Marecos fechou a noite numa boa pega á primeira tentativa   

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*