Mourão: Abertura da temporada com casa esgotada

Abertura da temporada taurina em Mourão com a Senhora das Candeias a iluminar com o seu sol o "albero" da raia alentejana. Um cartel ibérico de artistas e de toureio com praça esgotada, ou para completar a simbiose "non hay billetes". Luís Rouxinol lidou o primeiro novilho toiro da temporada, um animal com pouca chispa, uma lide larga , que apesar da insistência do cavaleiro em agradar, pouco chegou às bancadas, deu volta. José Quintas efectuou a primeira pega da temporada à primeira tentativa;  e certamente a julgar pela tenra idade também a primeira da sua carreira deste jovem forcado que veste a jaqueta do grupo de São Mancos.

Luís Rouxinol Jr andou com algum desacerto na cravajem dos compridos. Nos curtos esteve por cima do novilho deixando ferros de boa nota mas longe de mostrar aquele toureio a que nos tem habituado. Deu volta. Pedro Galhardo executou à primeira tentativa uma excelente pega.

O matador Manuel Jesus "El Cid" recebeu com vistosas verónicas o excelente novilho Murteira Grave, brindou a sua lide aos dois forcados da tarde, uma lide de entrega em que desfrutou e fez desfrutar com os ares de toureio do Guadalquivir,  iniciou por derechazos uma grande faena,  com a música chegaram os naturais. Deu volta e foi fortemente aplaudido. "Com lá barbicha en el pecho" recebeu por verónicas,  Manuel Escribano o novilho que lhe tocou em sorte; a falta de força era o único defeito do oponente mas que inviabilizou uma faena da qual apenas ficaram leves pinceladas de toureio. As notas de flamenco entoadas da bancada ( caíram bem mas não foram suficientes para redondear a actuação de Escribano. Saudou.

Do quarto para o quinto toiro foi prestada homenagem a José Mestre Baptista com o descerramento de uma placa no pátio quadrilhas da praça onde, com apenas treze anos toureou pela primeira vez. Pedia contas o bonito negro bragado meano lidado em quinto lugar pelo novilheiro Sevilhano Paco Lama de Gongora , sem nunca se acoplar às investidas do novilho , deixou pormenores. Deu volta.

A tarde já ia fria e sem sol e foi João Silva "El Juanito" que nos valeu com uma faena emotiva, irreverente como é próprio da sua idade e sobretudo valente;  primeiro ganha nos médios por derechazos;  nem uma voltereta o demoveu de uma interessante faena com volta fortemente aplaudida. Bom início de temporada deste jovem português aluno da escola taurina de Badajoz.

Iniciou assim uma temporada que esperamos seja de triunfos e de casas cheias como as de hoje.

 

Para ver

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*