Sábado, Outubro 8, 2022
Publicidade
InícioCrónicasNa vila de Redondo cantou mais alto o Rouxinol

Na vila de Redondo cantou mais alto o Rouxinol

O Coliseu de Redondo recebeu este Sábado, 6 de Abril, um espetáculo taurino de oportunidade aos mais novos, tendo contado com pouco mais de ¼ de casa.

Em praça estiveram os cavaleiros Andreia Oliveira, Cláudia Almeida, Luís Rouxinol Jr., Mara Pimenta, Francisco Parreira e Francisco Núncio Jr., bem como os Forcados Amadores de Monforte, Redondo e Aposento de Alandroal, perante novilhos de José Pereira Palha (5) e Falé Filipe (1).

De menos a mais esteve a cavaleira Andreia Oliveira, de mostrou evolução relativamente à última atuação que lhe vimos. Mostrou ganas de querer vingar nesta difícil profissão, andando desembaraçada, destacando-se nos curtos.

Ganas mostrou também Cláudia Almeida, que prestou provas de cavaleiro praticante. O nervosismo próprio destas ocasiões, fez com que não tivesse a lide que desejaria, mas ainda assim realizou uma lide de menos a mais, tendo aprovada na prova de praticante.

Mas esta tarde ficou marcada pela boa atuação do cavaleiro Luís Rouxinol Jr., mostrando que já está noutro patamar. Desembaraçado, sentido de lide, boa preparação e remate das sortes, fizeram parte de uma lide bem entretida e que o sagrou triunfador.

Mara Pimenta vinha duma boa atuação em Santarém e dela esperava-se mais. O ser humano tens dias bons e dias menos bons e certamente este era um dos dias menos bons e as coisas não correram de feição, mas na vida os dias bons predominam.

Boas maneiras apresentou também o cavaleiro Francisco Parreira, que apesar de mostrar alguma verdura, esteve à altura do compromisso. Uma lide em que se preocupou em fazer as coisas bem e sempre com desembaraço. Irá certamente ser um nome a ter em conta no futuro.

Francisco Núncio Jr., fechou a tarde com uma lide sem grandes destaques, mostrou desembaraço e já algum sentido de lide, com mais rodagem acreditamos que tudo irá melhorar.

No que diz respeito à forcadagem a tarde não teve dificuldades de maior. Pelos Amadores de Monforte pegaram André Xarepe, á segunda e João Vieira, à primeira. Pelos Amadores de Redondo foram caras Hugo Figueiras, à segunda e Álvaro Pinto, à primeira. Já pelo Aposento de Alandroal foram para a cara dos novilhos Tiago Anacleto e Miguel Andrade, ambos à primeira.

Os novilhos de José Pereira Palha (59 e Falé Filipe (1), saíram á arena dando jogo desigual.

O espetáculo foi dirigido pelo Sr. Agostinho Borges.

De salientar que, à exceção de Luís Rouxinol Jr., os cavaleiros que pisaram a arena do Coliseu de Redondo demonstraram alguma verdura, esta que é consequência da falta de oportunidades que têm. É uma situação que todos deverão ter em conta. É certo que este tipo de espetáculo pode não colocar o público desejável, mas estes jovens são o futuro da festa e para ganharem sitio e confiança para estarem diante do público é necessário criar condições para estes e outros jovens vinguem neste difícil mundo. Mas atenção, muitas vezes há que ter também a capacidade, por parte dos pais e dos chamados mentores de saber se o jovem tem ou não condições e aptidão, primeiro para tourear e depois para se apresentar em praça. Assuntos que deverão ser bem pensados, para bem do futuro da Festa Brava.

Publicidade
Publicidade

Últimas