“Não é crível que existam espectáculos tauromáquicos até Julho”, diz Hélder Milheiro, da Prótoiro (c/vídeo)

Como ontem aqui demos conta, a Prótoiro foi recebida na comissão de cultura, na Assembleia da República. Helder Milheiro e Nuno Pardal foram os representantes do sector tauromáquico.

Helder Milheiro concedeu, posteriormente, declarações ao Toureio.pt e ao Infocul.pt para abordar algumas das temáticas mais importantes sobre o regresso dos espectáculos e ainda fazer um balanço sobre a audiência.

Helder começou por nos “destacar ter a comissão de cultura com uma predisposição e abertura em ouvir os vários sectores da cultura”.

Quanto ao sector tauromáquico, e pese os espectáculos serem permitidos a partir de dia 1 de Junho, “não é crível que existam espectáculos tauromáquicos até Julho, porque toda a produção e promoção dos espectáculos assim o obriga”.

Destacou ainda que “as indicações da DGS parecem-nos razoáveis”. E quando questionado se alguma praça poderia ser interditada (devido a antiguidade ou falta de condições) disse-nos que “se as salas estão autorizadas, pela IGAC, a ser utilizadas não há nenhuma razão para não o serem”.

Já quanto à questão dos forcados, que tem levantado algumas dúvidas no meio, disse que “tem havido alguma especulação sobre esse tema, mas não há razão nenhuma para isso” dando como exemplo “os jogadores de futebol vão jogar e são 22 em contacto” ou ainda “os actores vão continuar a representar em palco e a tocar-se”.

Para ver