“No primeiro dia em que regressei à Galeana, uma catadupa de sentimentos me assaltam”, disse Joaquim Grave após a colhida

O ganadero Joaquim Grave veio a publico, esta segunda-feira, falar sobre a colhida que sofreu no dia 19 de Setembro na sua herdade, na Granja, no concelho de Mourão.

Joaquim Grave, diz através das redes sociais que “passados dez dias do acidente sofrido no campo e no primeiro dia em que regressei por umas horas a Galeana, uma catadupa de sentimentos me assaltam.”

O ganadero refere na sua mensagem que “sinto um grande conforto e alegria pelas mostras de carinho e amizade que tantos amigos me demonstraram e que quero desde já agradecer com um coração que não pára de galopar ao som e sabor dos valores que nos unem.”

“Como costumo dizer, o que os toiros têm para dar são cornadas e não caramelos. Embora tendo um comportamento totalmente atípico ao posicionar-se num local inesperado, numa última análise, foi negligencia minha. Naturalmente, será tratado com o mesmo cuidado que todos os outros até à próxima temporada.”, acrescenta o ganadero.

Recordamos que o ganadero Joaquim Grave, esteve vários dias internado no Hospital do Espirito Santo, em Évora, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*