Nuno Pardal afirma que com “99% das certezas, nem sequer vamos equacionar a história das corridas à porta fechada” (c/vídeo)

Nos últimos dias veio a publico a possibilidade de se realizarem, em Portugal, corridas de touros à porta fechada e com transmissão via Internet ou até mesmo na televisão em canal fechado.

Uma ideia que causou alguma apreensão nos aficionados e até mesmo em alguns agentes taurinos, que criticaram a ideia apontando o dedo principalmente à Associação Nacional de Toureiros.

O Toureio.pt falou com Nuno Pardal, Presidente da Associação Nacional de Toureiros, que negou que essa ideia seja para implementar, afirmando que “neste momento não existe nada, a não ser uma tentativa das associações estudarem todos os meios e possibilidades para viabilizarem a tauromaquia este ano.”

Nuno Pardal afirma mesmo que “hoje em dia já nem vale a pena falar em corridas à porta fechada”, acrescentando que dado os anúncios do governo com “99% das certezas, nem sequer vamos equacionar a história das corridas à porta fechada”.

O Presidente da Associação Nacional de Toureiros deixa claro nesta entrevista que “estamos a tentar viabilizar um espectáculo de uma determinada forma onde ninguém vai de borla, nem ninguém vai perder dinheiro”.

Uma entrevista onde Nuno Pardal esclarece toda a situação, bem como fala da relação com o poder político e de como os toureiros portugueses estão a enfrentar esta situação de crise.

Nuno Pardal fala ainda das críticas que lhe são feitas, comentando ainda um manifesto de apoio que foi emitido, tendo afirmando que “eu não me movo por apoios”.

Veja e ouça, na íntegra, esta entrevista:

Para ver