Olivença: Um indulto e um triunfo de Ferrera marcaram a corrida dos 30 anos da feira

Este sábado, 7 de Março, realizou-se o segundo espectáculo da Feira Taurina de Olivença e a primeira corrida de toiros, tendo actuado os diestros Enrique Ponce, António Ferrera (que reaparece depois da colhida de Bogotá) e Julian Lopez “El Juli” perante toiros de Domingo Hernandez (Primeiro e sexto) e Garcigrande.

Má é a faena, quando o toureiro “toureia” o toiro para que este aguente, duas voltas de “campana” molestaram mais que os puiazos, o ofício de Ponce que esteve por cima do toiro apenas chegou ao suficiente, uma “poncina”  para terminar e uma boa estocada em sorte natural, palmas.

António Ferrera indultou” Atajante ” um negro mulato de Garcigrande que ia marcado com o número cento e trinta e quatro, contei até treze verónicas e delantales desde tábuas até aos médios, chicuelinas” al passo”, uma faena de muleta interminável, um toiro de sonho que permitiu a toureiro e público desfrutar, duas orelhas e rabo para Ferrera.

Julian Lopez ” El Juli” viu o seu segundo ser substituído depois do primeiro par de bandarilhas, saiu o primeiro sobrero de Garcigrande de nome “Alcalde”, um colorado que também poucas opções ofereceu a Juli que foi silenciado.

Enrique Ponce cortou uma orelha no seu segundo, que se chamava “Saltacerca” uma faena de Ponce por ambos os pitons que agradou ao público que abarrotava a praça de Oliventina.

António Ferrera cortou mais uma orelha no quinto da tarde com petição de segunda, uma faena interessante do toureiro da casa a um nobre toiro de Garcigrande, grande forma apresentou Ferrera nesta sua reaparição depois da grave colhida de Bogotá.

O ultimo da tarde/noite, com o ferro de Domingo Hernandez, também poucas opções ofereceu a El Juli que sorteou o pior lote, sendo silenciado.

Cheio “asta lá bandera”