Orçamento de Estado: Assembleia da República chumbou projetos antitaurinos

Durante esta semana decorrem, na Assembleia da República, as votações das propostas apresentadas pelos partidos políticos para o Orçamento do Estado 2021.

Nas votações que decorrem estes dias no parlamento, as propostas de alteração ao orçamento de estado formuladas pelo PAN, que pretendiam o Fim de apoios à produção de animais que se destinem à lide e à atividade tauromáquica (701C) e a Desclassificação da carne de touro de lide como DOP e interdição da sua comercialização para consumo humano (1314C).

A proposta 701C foi chumbada com os seguintes votos por artigo:

1 – A partir de 2021 o Governo retira a raça brava de lide do elenco de raças elegíveis no âmbito dos apoios para a manutenção de raças autóctones, nomeadamente os previstos no Programa de Desenvolvimento Rural.

     Contra – PCP, PS, CDS, IL, PSD, CH
     Favor – PAN e BE

2 – A partir de 2021 são proibidos quaisquer apoios, diretos ou indiretos, por parte dos organismos públicos, incluindo as autarquias locais, à atividade tauromáquica.

    Contra – PS, PSD, PCP, CDS, CH
    Favor – IL, PAN, BE

3 – Durante o ano de 2021 o Governo promove um estudo que vise a reconversão da atividade tauromáquica.

     Contra – PCP, PS, CDS, PSD, CH
     Favor – PAN e BE
     Abstenção – IL

A proposta 1314C foi chumbada com os votos contra de CDS, PSD, PCP, PS, CH e IL a favor de BE e PAN.

A deputada não inscrita Cristina Rodrigues apresentou ainda uma proposta para o Fim da atribuição de dinheiros públicos à tauromaquia (124C) que foi chumbada com os votos contra de CDS, PSD, PCP, PS CH, a favor de BE, PAN e IL.

Este é mais um grande revés para os objetivos deste partido antitaurino que vê as suas propostas serem repetidamente recusadas pela grande maioria dos deputados no parlamento.