Os toiros e as “figuras”

Quis a sorte que a primeira corrida que vi este ano fosse um concurso de ganadarias na exigente praça de Alcochete.

O cartel estava bem montado, com gente com ganas de se pôr nos primeiros lugares da tabela e com um jovem que não lhes quer perder o rasto.

Os toiros eram de ganadarias várias, tendo todas um ponto em comum: não eram do encaste Murube Urquijo preferido pelas grandes figuras que se passeiam pelas nossas praças. Na sua maioria eram de encates Parladé, ou com variantes.

Toiros alegres, de investida franca e que não se resguardam. Dão tudo que têm durante toda a lide.

Em Alcochete, na segunda corrida, saiu a ganadaria que havia ganho o prémio de bravura dias antes, na mesma terra. Trata-se da ganadaria Fernandes de Castro, com encaste Parladé.

Nas corridas que se seguiram, duas tardes em Coruche e nas Caldas da Rainha, voltou a acontecer a mesma coisa; os toiros que não são os preferidos das “figuras”, brilham e fazem brilhar os artistas.

Sendo certo que os Vale Sorraia são mais ásperos e que os Fernandes de Castro também é preciso estar bem com eles para que eles estejam bem com o artista, nota-se que quem está habituado a tourear em curto, não se dá bem com os que se arrancam de largo porque não alterando o seu conceito de lide, que “afoga” o toiro no cavalo e dando-lhe tão pouco espaço para investir, não brilha nem o toureiro, nem o toiro.

Quando se dá a vantagem da investida ao hastado, todos os tempos ficam mais claros e os ferros têm outro impacto, especialmente se é um toiro com investidas alegres e prontas.

Gostava mais de ver as nossas “figuras” tourearem gado com investidas de Parladé, do que com galope de Murube.

Com o que sabem e com a dedicação ao toureio que ostentam teríamos, certamente, oportunidade de ver bons espectáculos.

Certa vez alguém, português, perguntou a um matador espanhol que gosta muito de vir tourear a Vila Franca de Xira, se já alguma vez lhe tinha sido dada a hipótese de tourear uma corrida Palha e Miura. O artista respondeu que era uma questão que nem se punha porque não estavam habituados a tourear esses encastes.

Se calhar, esta é uma verdade Universal.

Esperemos que a temporada nos traga coisas boas.